Saúde

Deixar de fumar traz benefícios ao nível da saúde mental

Um novo estudo acaba de provar que, além de ser benéfico para a saúde física e para a carteira, o ato de deixar de fumar também favorece o bem-estar emocional, reduzindo, por exemplo, o stress e a ansiedade.
Versão para impressão
Um novo estudo acaba de provar que, além de ser benéfico para a saúde física e para a carteira, o ato de deixar de fumar também favorece o bem-estar emocional, reduzindo, por exemplo, o stress e a ansiedade. O estudo foi publicado, esta semana, no site do jornal British Medical Journal
 
Já se sabe os inúmeros benefícios de deixar de fumar: reduz a ocorrência de problemas cardiovasculares e respiratórios, além de diminuir o risco de vários cancros. Contudo, a relação entre o vício do tabaco e a saúde mental ainda está pouco estudada. 
 
Em comunicado de imprensa, os investigadores responsáveis pelo novo estudo, sublinham que “muitos fumadores continuam a fumar porque acreditam que fumar traz benefícios” a nível psicológico, ajudando por exemplo a combater situações de stress e ansiedade.
 
Por isso, investigadores das universidades de Birmingham, Oxford, e da King’s College London quiseram comparar as alterações, ao nível da saúde mental, registadas em pessoas que deixam de fumar e pessoas que continuam a consumir tabaco.
 
A equipa analisou os resultados de 26 estudos que envolveram a participação de adultos fumadores e que avaliaram a sua saúde mental antes e depois de deixar de fumar (uma abstinência que teria que durar pelo menos seis semanas). O estudo abrangeu participantes saudáveis e participantes com problemas de saúde tanto a nível físico como mental.
 
A avaliação do estado mental dos pacientes, nestes estudos, foi feita através da análise de parâmetros como os níveis de ansiedade, stress, depressão e positivismo psicológico. Os participantes tinham uma idade média de 44 anos e fumavam cerca de 20 cigarros por dia.
 
Ao cruzar os dados dos 26 estudos, os investigadores encontraram “provas consistentes” de que os participantes que tinham deixado de fumar registavam melhorias nos parâmetros ligados à saúde mental, ao contrário dos que prosseguiam com o seu vício. As evidências foram idênticas tanto nos participantes saudáveis como nos participantes com problemas de saúde.
 
“Embora não se possa fazer uma assunção de causalidade”, com base em observação de estudos prévios, “podemos garantir que deixar de fumar provoca de facto benefícios ao nível da saúde”, salienta a equipa no mesmo comunicado.
 
“Desafiar a ideia generalizada de que fumar traz benefícios mentais pode motivar alguns fumadores a combaterem o vício”, concluem os investigadores.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close