Sociedade

CRIL não será ligada a Santa Cruz de Benfica

Atendendo à queixa apresentada em novembro do ano passado pela Comissão de Moradores de Santa Cruz de Benfica, reforçada pela Câmara de Lisboa em julho de 2010, a Estradas de Portugal desistiu de construir a ligação da Circular Regional Interior de L
Versão para impressão
Atendendo à queixa apresentada em novembro do ano passado pela Comissão de Moradores de Santa Cruz de Benfica, reforçada pela Câmara de Lisboa em julho de 2010, a Estradas de Portugal desistiu de construir a ligação da Circular Regional Interior de Lisboa (CRIL) àquele bairro residencial.

Na carta enviada à Provedoria da Justiça, a que a agência Lusa teve acesso, a empresa declara que decidiu reformular a área “para a integrar em termos paisagísticos”.

Esta decisão vai de encontro aos pedidos da autarquia lisboeta, que lembrou a necessidade de “não promover tráfego de atravessamento numa área residencial”, num pedido formal enviado à Estradas de Portugal no passado mês de julho.

Segundo a Lusa, além de pedir que o projeto seja “totalmente reformulado”, a autarquia pede “a implantação de um novo espaço verde de proximidade na referida área de intervenção”, para “potenciar a qualidade de vida neste bairro minimizando os impactes urbanísticos, ambientais e sociais que a construção desta infraestrutura indispensável à mobilidade da nossa Área Metropolitana causou”.

Ainda assim, os trabalhos de conclusão do último troço da CRIL, entre a Buraca e a Pontinha, “decorrem em muito bom ritmo” e estão já “na sua fase final”, avançou a Estradas de Portugal na semana passada.

A CRIL desenvolve-se a Norte e no limite da cidade de Lisboa, nos concelhos de Oeiras, Amadora e Odivelas, estendendo-se desde Algés, a Poente, até à Ponte Vasco da Gama, a Nascente.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close