Ciência

Criado protótipo de olho em laboratório

Pela primeira vez, um grupo de cientistas criou um protótipo de olho a partir das células estaminais de um mamífero, segundo um estudo publicado na revista Nature, esta quarta-feira. A investigação aumenta a crença na possibilidade de restaurar a vis
Versão para impressão
Pela primeira vez, um grupo de cientistas criou um protótipo de olho a partir das células estaminais de um mamífero, segundo um estudo publicado na revista Nature, esta quarta-feira. A investigação aumenta a crença na possibilidade de restaurar a visão de pessoas cegas com retinas geradas a partir das células dos próprios pacientes.

A equipa coordenada por Yoshiki Sasai, do RIKEN Center for Developmental Biology, em Kobe (Japão), desenvolveu o seu trabalho com células estaminais pluripotentes, capazes de se transformar em qualquer tipo de célula especializada do organismo.

Segundo os investigadores, a utilização de novas técnicas de laboratório levou a que as células embrionárias de ratos se transformassem numa cúpula óptica, estrutura que dá origem à retina do olho.

“Resolvemos um problema quase centenário da embriologia, mostrando que os precursores da retina possuem a habilidade inerente de dar origem à estrutura complexa da cúpula óptica”, explicou Sasai num comunicado citado pela AFP.

“Estamos agora mais próximos de conseguir criar tipos diferenciados de células e também tecidos organizados” que poderão ser usados no campo da medicina regenerativa, acrescentou o especialista.

A descoberta é especialmente relevante para pacientes de um grupo de doenças oculares genéticas, conhecidas como retinitis pigmentosa, que danificam a retina e levam à perda gradual da visão.

O estudo já mereceu os comentários de diversos especialistas, entre eles Robin Ali e Jane Snowden, do University College London, que se surpreenderam com o facto do proto-olho apresentar marcadores moleculares característicos da retina neural e do epitélio pigmentado retinal, que ajuda a manter os olhos limpos.

“Uma prova ainda mais impressionante de que estas retinas são genuínas é que, durante a cultura, as cúpulas ópticas sintéticas passam por uma diferenciação celular (…), transformando-se nos principais tipos de célula retinal, incluindo os foto-receptores”, destacam.

[Notícia sugerida pelo utilizador Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close