Espetáculos e Exposições

Como seria a Lisboa “pós-petróleo”?

A exposição "Post Oil Cities - Lisboa 2010", patente na sede nacional da Ordem dos Advogados até ao dia 4 de outubro, apresenta ideias futuristas para uma capital mais integrada no meio ambiente. Um silo alimentar na Praça da Figueira e hortas nos te
Versão para impressão
A exposição “Post Oil Cities – Lisboa 2010”, patente na sede nacional da Ordem dos Advogados até ao dia 4 de outubro, apresenta ideias futuristas para uma capital mais integrada no meio ambiente. Um silo alimentar na Praça da Figueira e hortas nos terraços dos edifícios são algumas das propostas.

Esta Lisboa “pós-petróleo” não quebra, contudo, com o passado: na Baixa do futuro, tudo vai coexistir, desde carros a elevadores, elétricos e teleféricos.

“O estilo de vida das pessoas não mudará de forma abrupta (…). Os carros continuam, mas movidos a outros tipos de energia, e as pessoas continuam a ter conforto, mas com outra tecnologia, com energias produzidas localmente”, explicou André Martins, um dos arquitetos envolvidos neste projeto, à agência Lusa.

A conceção do megassilo alimentar no Terreiro do Paço é exemplo disso: “A ideia era reinventar o conceito do antigo mercado da Praça da Figueira, mas associá-la a um silo de produção alimentar e marcar a relação direta entre produtor e consumidor”, que, noutros tempos, era privilegiada.

Entre as 40 ideias apresentadas na exposição, encontra-se também uma piscina sobre o rio e diversos prédios feitos de bioplástico. Saiba mais sobre a iniciativa aqui.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close