Sociedade

Código gráfico de cores ajuda daltónicos

Miguel Neiva, designer e professor na Universidade do Minho, criou o ColorAdd, um código gráfico monocromático, pioneiro no mundo, que representa as cores a partir de símbolos baseados nos três tons primários (Cyan, Mage
Versão para impressão
Miguel Neiva, designer e professor na Universidade do Minho, criou o ColorAdd, um código gráfico monocromático (na foto abaixo), pioneiro no mundo, que representa as cores a partir de símbolos baseados nos três tons primários (Cyan, Magenta e Amarelo) e que facilita o quotidiano de todos os indivíduos daltónicos. 

“Sustentado em conceitos universais de interpretação e desdobramento de cores”, o ColorAdd pode “facilitar a identificação correta das bandeiras da praia e a identificação e escolha de qualquer tipo de produto ou serviço onde a cor seja fator de decisão”, refere Miguel Neiva à agência Lusa.

Image and video hosting by TinyPic

Às três formas que simbolizam as cores primárias, juntam-se outras duas para representar o branco e o preto. Estes dois tons, associados aos restantes, definem a noção de “claro” e “escuro” para cada cor. Também os tons de cinza, o dourado e o prateado têm representações gráficas próprias.

Este é, portanto, um código abrangente que pode ter aplicação nas áreas dos transportes, educação, saúde, têxteis e vestuário, sendo ainda “transversal a todos os quadrantes da sociedade global, independentemente da sua localização geográfica, cultura, língua, religião, bem como às diferentes vertentes socioeconómicas”, frisa o investigador.

A internacionalização deste código é uma aposta forte do projeto: depois da parceria com a marca de tintas CIN, estão em vista outras parcerias, nomeadamente com “a empresa líder mundial no mercado dos lápis de cor, a FaberCastel, já que os daltónicos começam logo a ter problemas na escola”, explicou Miguel Neiva.

No Brasil, a iniciativa foi “considerada uma das melhores 40 ideias para melhorar o mundo”, o que prova a recetividade que o ColorAdd tem tido no estrangeiro.

O daltonismo, uma insuficiência visual de transmissão hereditária que impede a distinção das várias cores do espetro, não tem cura e impede o exercício de profissões como a pilotagem de aviões, a navegação marítima, a decoração, a geologia e a arqueologia e atividades ligadas à informática ou áreas financeiras.

Saiba mais em www.coloradd.net.

[notícia sugerida pela utilizadora Catarina Cabral]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close