Cultura

Cinema: Jovens têm 5 minutos para “vender” ideias

O FEST - Festival Internacional de Cinema Jovem realiza, este sábado, um fórum de pitching, prática que o diretor do evento de Espinho considera "quase desconhecida" em Portugal, mas "decisiva" no estrangeiro.
Versão para impressão
“Lá fora” fazer um bom 'pitch' é meio caminho andado para vender uma ideia. No entanto, em Portugal esta técnica continua quase desconhecia. E é por isso que o FEST – Festival Internacional de Cinema Jovem realiza, este sábado, em Espinho, um fórum dedicado ao 'pitching' para ajudar jovens cineastas a mostrar o que valem.

Filipe Pereira, diretor do FEST, reconhece que o festival já em anos anteriores procurou sensibilizar para o 'pitching' os cerca de 300 participantes do Training Ground – o programa de formação que acompanha a competição oficial entre realizadores com idade até 30 anos – mas garante que este ano essa aposta vai ser consolidada em contexto real, num fórum em que cada interessado terá cinco minutos para “vender” a sua ideia.

“O pitching é quase desconhecido em Portugal, mas no estrangeiro é uma prática decisiva para garantir que realizadores e argumentistas arranjam investidores para os seus projetos”, explica Filipe Pereira, citado pela agência Lusa. “O fórum de sábado vai contar com os representantes de 10 empresas de produção e será o primeiro a realizar em Portugal de forma tão abrangente e aberta”.

Entre as produtoras que aderiram à iniciativa inclui-se a “Sardinha em Lata”, que Filipe Pereira descreve como “premiada várias vezes em diversos domínios do cinema”, e também a “Lightbox”, que o diretor do FEST anuncia como “uma das maiores empresas de produção em atividade no Porto”.

Quanto aos candidatos a avaliar, os participantes mais esperados são jovens cineastas que, nas atuais circunstâncias de contenção económica, deverão controlar as suas expectativas. “O mais provável é que não haja muito dinheiro disponível para novos projetos”, explica Filipe Pereira. “Mas o fórum será sempre uma ótima oportunidade para esses jovens obterem um feedback importante por parte dos profissionais do setor”.

Para o diretor do FEST, essa recetividade deve ser encarada, aliás, como determinante para a evolução profissional dos jovens cineastas: “O pitching é uma ferramenta que os vai sempre ajudar a desenvolverem os seus projetos – por um lado, porque ficam a saber pela boca dos próprios produtores quais são os pontos fortes e fracos das suas propostas; por outro, porque lhes permite acumularem experiência para fazerem apresentações cada vez melhores e mais cativantes, na hora de venderem as suas ideias”.

Os interessados em participar no FEST Pitching Forum podem consultar as condições de inscrição no site www.fest.pt. Os lugares são limitados e os “pitchs” verificam-se por ordem de chegada, perante todos os produtores em simultâneo.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close