Ciência Em Destaque

Cientistas procuram a solução para recuperar fertilidade

A investigação pretende ajudar mulheres que tiveram cancro
Versão para impressão
por redação

Alguns cientistas dos Estados Unidos criaram ovários artificiais férteis. A inovação foi alcançada através de uma impressora 3D. Esta é uma técnica que poderá estar disponível para desenvolver a fertilidade em mulheres afetadas por cancro.

Os ovários têm como nome bioprostéticos e ajudam a que a fertilidade se desenvolva e produza hormonas para mulheres que tiveram que fazer tratamentos para o cancro adulto ou que já sobrevieram a cancro infantil.

Monica Laronda, coautora do estudo, diz que o “que acontece com algumas das nossas doentes de cancro é que os ovários não funcionam a um nível suficiente e precisam de terapias hormonais de substituição”.

Esta inovação foi testada em ratos de laboratório inférteis para ver qual era o resultado. O material é um hidrogel biológico gelatinoso feito de colagénio, uma proteína que está presente nos tecidos humanos.

O professor de ciência dos materiais e engenharia, Ramille Shah, revela que na maioria o hidrogel é fraco e “como é composto principalmente por água, muitas vezes colapsa”.

O ovário artificial aloja-se nos óvulos e permite que amadureçam ao mesmo tempo que vasos sanguíneos rodeiam o “andaime”, permitindo que as circulações de hormonas livrem-se do leite após o parto.

 

notícia sugerida por Elsa Martins

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close