Ciência

Cientistas identificam "calcanhar de Aquiles" do cancro

Cientistas britânicos descobriram uma forma de reforçar a forma como o sistema imunitário combate as células cancerígenas. A descoberta poderá revolucionar os tratamentos oncológicos, mesmo em estados avançados da doença.
Versão para impressão
Cientistas britânicos descobriram uma forma de reforçar a forma como o sistema imunitário combate as células cancerígenas. A descoberta poderá revolucionar os tratamentos oncológicos, mesmo em estados avançados da doença.
 
Uma equipa financiada pela fundação Cancer Research UK e pelo fundo Rosetrees Trust descobriu determinadas mutações das células cancerígenas (ou seja, determinados antigénios) que são identificáveis pelo sistema imunitário e que estão presentes mesmo em cancros mais complexos e desenvolvidos. São mutações que funcionam como bandeiras de sinalização de qualquer tumor.
 
Mas os cientistas descobriram algo ainda mais importante: que as células T (células do sistema imunitário) são capazes de identificar facilmente estas 'bandeiras' das células tumorais que indicam a sua malignidade e que são comuns a todos os tipos de cancro.

“Calcanhar de Aquiles” do cancro
 
As células T têm uma grande capacidade de combater os tumores mas são, muitas vezes, 'desligadas' e 'baralhadas' pelo sistema de defesa dos tumores.

O que os cientistas querem, agora, fazer é reforçar a quantidade e a qualidade destas células imunitárias de forma a que consigam combater os antigénicos identificados pela equipa e que estão presentes em todos os tumores.

O reforço de células T poderá ser feito através de uma vacina que ative estas células ou através da recolha e introdução de novas células T no organismo.

 
Em comunicado de imprensa, Charles Swanton, co-autor do estudo, afirma que a equipa descobriu o “calcanhar de Aquiles do cancro”.

“Esta descoberta prova que mesmo cancros com várias mutações podem ser detetados pelo sistema imunitário e revela que podemos dar prioridade ao combate a antigénios que estão presentes em todos os tumores, que são, no fundo, o calcanhar de Aquiles do cancro”, salienta o investigador. 

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close