Saúde

Chocolate preto ajuda a prevenir obesidade e diabetes

O chocolate pode ajudar a prevenir a obesidade graças aos seus elevados níveis de antioxidantes, que ajudam a baixar o açúcar no sangue. As conclusões são de estudo, segundo o qual a forte presença de flavonóides no chocolate impede o aumento de peso
Versão para impressão
O chocolate preto pode ajudar a prevenir a obesidade graças aos seus elevados níveis de antioxidantes, que ajudam a baixar o açúcar no sangue. As conclusões são de estudo, segundo o qual a forte presença de flavonóides no chocolate impede o aumento de peso e diminui o risco de diabetes.
 
Agora publicada no 'Journal of Agricultural and Food Chemestry', a investigação, foi liderada por Andrew Neilson, responsável pelo Departamento de Tecnologia e Ciência Alimentar da Escola de Agricultura e Ciências da Vida, do Instituto Politécnico e Universitário de Virginia, nos EUA. 
 
Segundo a mesma, o chocolate negro contém um tipo de antioxidante (os falavonóides) capaz de prevenir o aumento de peso e de baixar o açúcar no sangue. Além disso, há provas de que este também melhora a concentração, diminui o apetite e reduz a pressão arterial, beneficiando, assim, a saúde do coração.
 
A análise foi feita em ratinhos de laboratório, que não aumentaram de peso e, inclusive, diminuiram os níveis de açúcar no sangue, com o consumo de chocolate negro. Os especialistas explicam que esse facto se deve ao cacau, um ingrediente base do chocolate, cuja presença é bastante mais evidente no de tipo amargo (também conhecido por chocolate negro). 
 
Segundo contam, o cacau é um dos alimentos mais ricos em flavonóides, ou seja, um tipo de antioxidante que impede o aumento de peso e previne a diabetes tipo 2. No entanto, era preciso saber quais os flavonóides mais benéficos para a saúde, uma vez que o cacau ainda contém uma grande variedade destes constituintes e nem todos têm o mesmo efeito no organismo.
 
A ideia era, portanto, estabelecer os diferentes benefícios para a saúde a cada tipo de flavanóide. Para isso, durante doze semanas, alimentaram grupos de ratinhos com dietas distintas: com alto teor de gordura, baixo teor de gordura e ricas em matéria gorda mas adicionadas com diferentes tipos de flavanóides. 
 
Aquilo que se verificou foi que a junção de um tipo particular destes componentes – conhecido por Procianidinas Oligoméricas -, mesmo em alimentos com elevada matéria gorda, têm um forte impacto no combate ao aumento de peso. Além disso, estes também melhoraram os níveis de glicose no sangue, prevenindo o risco de diabetes.

Aceda ao estudo completo, em inglês, AQUI.

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close