Negócios e Empreendorismo

Caminha: Ex-fábrica acolhe incubadora de empresas

Uma antiga fábrica têxtil de Caminha, distrito de Viana do Castelo, que fechou portas em 2010 vai ser transformada numa incubadora de novas empresas por iniciativa da câmara municipal. O objetivo é apoiar os jovens empreendedores do concelho.
Versão para impressão
Uma antiga fábrica têxtil de Caminha, distrito de Viana do Castelo, que fechou portas em 2010, vai ser transformada numa incubadora de novas empresas por iniciativa da câmara municipal. O anúncio foi feito esta segunda-feira pela autarquia, que espera, assim, apoiar empreendedores no processo de desenvolvimento de ideias de negócio inovadoras.
 
A Incubadora TecCaminha vai ficar localizada no espaço onde funcionava a área administrativa da ex-fábrica de confeções Regency, em Vilarelho, graças a um acordo entre a câmara e a Compril, empresa que adquiriu recentemente as instalações para erguer também, naquele lugar, um novo pólo empresarial.
 
“As dificuldades na implementação dos novos projetos limitam a criação de novas empresas e a sua implantação no mercado, pelo que a criação da incubadora vai facilitar o surgimento de novos projetos empresariais”, considera Flamiano Martins, vice-presidente do município, que admite que a autarquia espera que o projeto “fomente o empreendedorismo jovem no concelho”.
 
A incubadora vai ser gerida pela câmara de Caminha em conjunto com outros parceiros através da cedência do espaço por parte da Compril e surge do reconhecimento, por parte da autarquia, de que a situação económica do país “cria dificuldades” às empresas que estão agora a iniciar atividade e do facto de o concelho não ter nenhuma incubadora em funcionamento.
 
O acordo celebrado entre a autarquia e a empresa é válido por três anos, sendo renovável por iguais períodos, e, segundo comunicado da câmara municipal, vai ser dada “preferência aos projetos geradores de postos de trabalho”, “que apostem nos recursos endógenos da região” e que revelem “sustentabilidade e potencial de crescimento” no processo de implementação no mercado.
 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close