Sociedade

Câmara de LX assume obras na Vila Martins

A derrocada de ontem à tarde na centenária Vila Martins, nas Escadinhas Damasceno Monteiro em Lisboa não provocou vítimas. A Câmara Municipal de Lisboa (CML) já fez entretanto saber que irá declarar estado de necessidade e assumir as obras nece
Versão para impressão
A derrocada de ontem à tarde na centenária Vila Martins, nas Escadinhas Damasceno Monteiro em Lisboa não provocou vítimas. A Câmara Municipal de Lisboa (CML) já fez entretanto saber que irá declarar estado de necessidade e assumir as obras necessárias nesta urbanização que é propriedade privada.

Segundo a edição de hoje do DN, os moradores desconhecem o paradeiro do senhorio que “ninguém vê”. As oito casas térreas construídas em cascata já estavam muito degradadas e foram dando sinais de aviso durante o dia e na véspera da derrocada.

Cimento estalado e a falta de água durante o dia de ontem foram alguns dos sinais que permitiram aos residentes estar alerta. A derrocada deu-se por volta das 17h tendo seguido para o locar bombeiros e equipas de resgate.

A Protecção Civil realojou as três famílias que ficaram desalojadas e procedeu à evacuação ainda de alguns dos prédios adjacentes como precaução. Agora seguem-se as operações de limpeza e remoção dos escombros para avaliações do terreno. Para a semana a CML já prometeu reunir-se com os residentes agora desalojados e tentar solucionar a situação.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close