Mundo

Cadela ajuda doente com paralisia nas tarefas domésticas

Helen Bree tem paralisia cerebral, esclerose múltipla e uma cadela que, mais do que uma companheira, é a prova viva de que o cão é o melhor amigo do homem. Amber é uma labradora que ajuda a dona em todo o tipo de tarefas domésticas, como fazer a cama
Versão para impressão
Helen Bree tem paralisia cerebral, esclerose múltipla e uma cadela que, mais do que uma companheira, é a prova viva de que o cão é o melhor amigo do homem. Amber é uma labradora que ajuda a dona em todo o tipo de tarefas domésticas, como fazer a cama, atender o telefone e pôr a roupa a lavar.
 
 
A história desta 'cadela-maravilha' que transformou a vida de Helen está a espalhar-se pela Internet e a impressionar os cibernautas com as suas habilidades caninas. Depois de nascer com paralisia cerebral, a britânica, hoje com 58 anos, foi diagnosticada com um tipo de esclerose múltipla progressivo que, às tantas, a obrigou a deixar o emprego onde estava há quase 30 anos. 
 
Há apenas dois anos, a independência e autonomia que precisava para continuar a viver sozinha, na sua própria casa ficaram seriamente em risco, com Helen a entrar em depressão e a perspetivar um futuro cada vez mais sombrio. Até que, um dia, Helen encontrou Amber, a labradora que viria a tornar-se a sua mais fiel amiga, todos os dias, de manhã à noite. 
 
“Se eu lhe pedir, ela vai à casa de banho buscar a minha camisa de dormir e ajuda-me a subir para a cama, pondo o focinho debaixo das minhas pernas”, conta Helen, citada pelo Daily Mail. “Se quiser também sabe tapar-me com o edredão. Além disso, traz-me sempre o telefone quando ele toca e traz-me a roupa suja para eu a pôr na máquina”.
 
É assim há já um ano, desde que uma insituição de caridade – a Canine Partners – viu em Amber uma grande ajuda para o caso de Helen e a contactou.  “Na altura, acontecia vezes sem conta eu cair, aleijar-me e não ser capaz de me levantar. Mesmo coisas simples como calças umas meias, fechar portas e ir às compras demoravam muito tempo”, conta a mulher. 
 
“Era tanta a dor e cansaço que comecei a sentir-me extremamente deprimida, ao ponto de de chorar sempre ao final do dia”, acrescenta. Em 2011, um dia, quando estava a ver um programa de televisão onde apresentavam o trabalho da Canine Partners, ganhou  uma nova esperança. 
 
A mesma tem por missão ajudar os mais desabilitados a conseguir uma maior independência através de cães especialmente treinados que os podem assistir nas mais variadas tarefas. “Candidatei-me e poucos meses depois fui chamada ao centro e apresentaram-me a Amber”, conta Helen, para quem esperar pela confirmação de que a labradora era a nova nova companheira de casa foi como “uma criança à espera do seu dia de anos”. 

Juntas desde finais de 2012, as duas são inseparáveis e Helen já não se imagina a viver sem Amber. Para além da ajuda no dia-a-dia e do apoio nas tarefas domésticas, “é gentil, meiga, intuitiva, trabalhadora e sem dúvida a melhor coisa que me aconteceu na vida. Adoro-a do fundo do coração”, garante. 

Veja as fotos de Amber, a 'cadela-maravilha', a ajudar Helen nas suas tarefas domésticas AQUI.

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close