Sociedade

Beja: empreendimentos podem inverter despovoamento

A construção de um novo aeroporto e o empreendimento turístico do Alqueva podem vir a trazer mais 22 mil habitantes para a cidade de Beja. Os dados são adiantados num estudo elaborado pela autarquia alentejana e oferecem uma perspetiva mais risonha p
Versão para impressão
A construção de um novo aeroporto e o empreendimento turístico do Alqueva podem vir a trazer mais 22 mil habitantes para a cidade de Beja. Os dados são adiantados num estudo elaborado pela autarquia alentejana e oferecem uma perspetiva mais risonha para a localidade que sofre com o envelhecimento da população e o despovoamento.

“Ao contrário do que seria a tendência normal de estagnação em termos demográficos, poderá haver um acréscimo muito significativo de população [em Beja], também derivado do aumento da oferta de postos de trabalho”, diz o presidente da Câmara de Beja, Jorge Pulido Valente, em declarações à Antena 1.

Contudo, o autarca sublinha ainda que “este crescimento não é automático e tem que haver da parte de todas as entidades – Governo, administração municipal, das entidades regionais – um esforço no sentido de se conseguir fazer um aproveitamento integral destas oportunidades de negócio que estão a ser criadas para estes investimentos”.

O estudo efetuado este ano pela autarquia da capital do Baixo Alentejo aponta para a criação de 15 mil novos postos de trabalho até 2021.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close