Cultura

Beat Girl: Produção lusa com atores internacionais

Os britânicos Miles Richardson e Michael Higgs, que fizeram parte do elenco de filmes como Harry Potter e a Pedra Filosofal e Notting Hill, são as estrelas do filme Beat Girl,
Versão para impressão
Os britânicos Miles Richardson e Michael Higgs, que fizeram parte do elenco de filmes como Harry Potter e a Pedra Filosofal e Notting Hill, são as estrelas do filme Beat Girl, concebido pela produtora portuguesa beActive.
 
O filme Beat Girl, dos criadores das séries infanto-juvenis “Diário de Sofia” e “T2 para T3”, foi totalmente produzido pela portuguesa beActive, a primeira empresa nacional especializada no desenvolvimento e na produção de programas de entretenimento interativo. O guião é assinado peos portugueses Nuno Bernardo e Susana Tavares e pela britânica Melanie Martinez.
 
Com realização do irlandês Mairtín de Barra, o filme “Beat Girl” conta a história da jovem Heather que, após o súbito falecimento da sua mãe, terá de ir viver com o seu pai e o seu meio-irmão. A personagem sonha ser pianista clássica – como a mãe – até ao dia em que descobre o mundo da música eletrónica. É nessa altura que a jovem encontra um novo sentido na música, na vida e no amor.
 
Esta co-produção nacional e irlandesa, que já está em exibição nos cinemas portugueses, tornou-se num sucesso na Irlanda e no Reino Unido e já tem estreia marcada nos Estados Unidos da América, no próximo dia 29 de Maio.

Formato multiplataforma

Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a beActive refere que “Beat Girl” é “um conceito multiplataforma”. O formato arrancou primeiro na internet, em Junho de 2012, através de imagens e textos publicados na rede social Pinterest, e depois evoluiu para uma série de televisão, chegando agora ao grande écran. 

 
A série conta também com uma coleção de episódios web, um jogo da “Beat Girl” para smartphones bem como um livro assinado pela escritora Jasmina Kallay, editado em Portugal pela Presença.

Os direitos de formato deste conteúdo audiovisual foram vendidos pela beActive à empresa norte-americana Electus, responsável pelas adaptações dos formatos “The Office” e “Ugly Betty” ao mercado dos EUA, para um 'remake' destinado ao mercado televisivo.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close