Ambiente

Baleia negra avistada pela primeira vez em 60 anos

Uma equipa de biólogos avistou, na passada quinta-feira, junto à costa ocidental do Canadá, a primeira baleia negra nos últimos 60 anos. A espécie marinha é uma das mais ameaçadas do mundo.
Versão para impressão
Uma equipa de biólogos avistou, na passada quinta-feira, junto à costa ocidental do Canadá, a primeira baleia negra nos últimos 60 anos. Esta espécie marinha é uma das mais ameaçadas do mundo. 
 
Depois da intensiva caça de que foi alvo ao longo de todo o século XIX, a baleia negra do Pacífico Norte tornou-se um dos animais mais ameaços de extinção do planeta. Agora, sessenta anos depois da última observação ao vivo, foi avistada uma baleia desta espécie nas águas da costa ocidental do Canadá.
 
O avistamento foi feito por uma equipa de cientistas que atravessava as Ilhas da Rainha Carlota, num navio da guarda costeira canadiana. Em comunicado, o Ministério da Pesca e dos Oceanos do Canadá explica que o grupo de investigadores registou, mais do que uma vez, o animal a nadar nas águas que fazem fronteira com o estado americano do Alasca. 
 
“Quando percebemos o que estávamos a ver, nem conseguíamos acreditar”, contou James Pilkington, um dos biólogos a bordo do navio, em comunicado.
 
Depois da elevada captura no século XIX, a pesca da baleia negra tornou-se ilegal a partir de 1960. Durante todo o século XX, já considerada uma das espécies mais ameaçadas de extinção no mundo, a baleia negra foi avistada apenas seis vezes, em águas canadianas.
 
Atualmente, calcula-se que restem entre 300 a 400 baleias negras no mundo, concentradas nas regiões do Pacífico Norte (Canadá, Alasca e Mar de Behring).
 
A baleia negra tem pele escura e uma mandíbula curva. Pode medir até 17 metros de comprimento e pesar cerca de 90 toneladas.

Notícia sugerida por Sara Ribeiro

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close