Ambiente

Austrália mostra primeiro urso polar bebé em 30 anos

O parque natural Sea World Australia deu as boas-vindas à primeira cria de urso polar nascida no país em 30 anos. Depois de um nascimento muito celebrado, o bebé, "que está de boa saúde e a crescer depressa", foi, por fim, apresentado ao mundo.
Versão para impressão
O parque natural Sea World Australia deu, há cerca de um mês, as boas-vindas à primeira cria de urso polar nascida no país em 30 anos. Depois de um nascimento muito celebrado, o bebé, “que está de boa saúde e a crescer depressa”, foi, por fim, apresentado ao mundo através de um vídeo divulgado recentemente.
 
Apesar da sua ainda curta vida, o Sea World Australia afirma que a cria “já alcançou alguns marcos significativos, incluindo vocalizar, abrir os olhos e tentar pôr-se de pé com as suas pernas vacilantes”, conforme pode ler-se numa espécie de relatório de progresso que tem sido atualizado com regularidade pelo parque. 
 
“Todos os dias, o bebé se torna mais forte e mais móvel e já tem mesmo tentado sentar-se”, acrescenta a nota, que revela que a cria, que nasceu com 600 gramas, pesa jatualmente cerca de 1,5kg. Por enquanto, o sexo do animal ainda é desconhecido, pelo que o pequeno urso polar continua por batizar.
 
A cria nasceu por via do acasalamento da ursa Liya, de 12 anos, que chegou à Austrália vinda da Rússia em 2001, e Hudson, de 10 anos, que abandonou o Canadá para ir viver naquele parque australiano em 2004. 


Veja o vídeo divulgado pelo Sea World Australia que mostra o pequeno urso polar a “rebolar” sobre a barriga da mãe
 

Em declarações à AFP, Kerrie Gaskin, uma das responsáveis do parque, salienta que se trata do primeiro urso polar nascido em território australiano desde o nascimento de uma cria no jardim zoológico de Adelaide em 1985.
 
“Estamos muito, muito entusiasmados”, confessa Gaskin, revelando que o animal começou já a fazer alguns ruídos. “É provável que esteja a ouvir o som da própria voz e a reagir a esse som”, explica. 
 
Neste momento, o bebé encontra-se, na companhia da mãe, numa maternidade-refúgio criada especialmente para o efeito, onde estão instaladas câmaras especiais que permitem à equipa de veterinários do parque acompanhar o estado dos dois animais.
 
Dentro de cerca de um mês, altura em que deverá ser possível conhecer o sexo do bebé, a cria vai ser transferida para uma “área de brincadeira”, onde poderá aprender a nadar, brincar com os seus primeiros brinquedos e “divertir-se muito”, garante o Sea World, que irá continuar a divulgar imagens do mais recente membro da família do parque.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close