Cultura

Austrália: Jornal faz elogio ao filme português “Tabu”

O filme "Tabu", do realizador português Miguel Gomes, continua a conquistar a crítica internacional. Desta vez, um artigo publicado na secção de Artes do jornal australiano The Australian descreve-o como uma obra "de beleza encantadora e estranheza".
Versão para impressão
O filme “Tabu”, do realizador português Miguel Gomes, continua a conquistar a crítica internacional. Desta vez, um artigo publicado na secção de Artes do jornal australiano The Australian descreve-o como uma obra “de beleza encantadora e estranheza”, atribuindo-lhe quatro estrelas em cinco possíveis.
 
Evan Williams, que assina a peça publicada há cerca de duas semanas, destaca o facto de Tabu, “um drama histórico português” e uma homenagem ao cinema mudo – já que é maioritariamente narrado em vez de privilegiar os diálogos “embora todos tenham muito a dizer uns aos outros” – ter entre os seus personagens um crocodilo e um fantasma.
 
“No prólogo, um antigo explorador suicida-se, atirando-se para um rio infestado de crocodilos. É a primeira morte do género que me lembro de ver num filme desde que Johnny Weissmuller interpretava o Tarzan favorito de toda a gente”, escreve Williams.
 
O crítico de cinema do jornal refere-se ainda à expetativa do público de “encarar Tabu como uma homenagem a FW Murnau, diretor alemão de filmes mudos que participou na direção de um filme com o mesmo nome em 1931” e sublinha que, “além do título partilhado”, tem ainda “de descobrir qual é a ligação entre o Tabu de Gomez [erradamente escrito com “z”] e os filmes de horror feitos por Murnau”.
 
No entanto, garante, o “sigilo” em que esta homenagem é feita “é provavelmente parte do charme do filme”. Segundo Evan Williams, Tabu “prova ser um trabalho de beleza encantadora e estranheza, que, de forma lírica, exótica, brilhante e silenciosa evoca os dias do poder colonial Europeu”.
 
“Tabu” estreou na Austrália a 16 de Maio deste ano e está em exibição nos cinemas de Sydney, Melbourne, Camberra, Adelaide, Brisbane e Hobart, quase um ano passado sobre a estreia em Portugal (em Abril de 2012) e vários meses depois da estreia nos Estados Unidos, que aconteceu em Dezembro último, e da passagem por várias salas europeias e da América Latina.

Clique AQUI para aceder à crítica publicada no The Australian (em inglês).

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close