Cultura

Artistas vão decorar carruagens dos comboios da CP

Artistas plásticos nacionais e estrangeiros, entre eles o português Vhils, cujos trabalhos têm feito sucesso além-fronteiras, vão decorar 10 carruagens dos comboios da CP que circulam nas linhas urbanas do Porto e de Lisboa.
Versão para impressão
Artistas plásticos nacionais e estrangeiros, entre eles o português Vhils, cujos trabalhos têm feito sucesso além-fronteiras, vão decorar 10 carruagens dos comboios da CP que circulam nas linhas urbanas do Porto e de Lisboa no âmbito do projeto JANELA, transformando-as em “galerias de arte” públicas.
 
Sandro Resende, responsável da P28, que tem a seu cargo a direção artística do projeto, revelou à Lusa que as intervenções nas carruagens vão começar a ser feitas ainda durante esta semana e serão da responsabilidade dos artistas portugueses Vhils (nome artístico de Alexandre Farto), Bruno Pereira, Francisca Torres, Jorge Fonseca e Luís Alegre e ainda do brasileiro Jorge Fonseca e do catalão Albert Folch.
 
Fonte oficial da CP fez saber que em Lisboa vão ser intervencionadas sete carruagens: Albert Foch vai decorar o exterior de três delas, ao passo que Bruno Pereira e Alexandre Farto terão liberdade artística para decorar, cada um, o interior de duas.
 
Já no Porto, as intervenções vão ser feitas no exterior de três carruagens do mesmo comboio, sendo as obras de arte da responsabilidade de Francisca Torres, Luís Alegre e Jorge Confesa (tendo cada um em mãos uma carruagem).
 
A CP estima que as carruagens pintadas comecem a circular na linha de Cascais, em Lisboa, e nos serviços urbanos de Aveiro, Guimarães, Braga e Caíde, no Porto, na próxima semana.
 
O objetivo da empresa, que, para este projeto, com chancela do ano de Portugal no Brasil, conta com o mecenato da Immochan, é que as decorações nas carruagens permaneçam até ao final do ano, mas apenas se se mantiverem intactas. 

Combate ao vandalismo nos comboios

Sublinhe-se que esta não é a primeira vez que a CP se envolve numa iniciativa deste tipo. Também este mês, a empresa de comboios de Portugal desafiou os alunos da Escola Artística António Arroio a decorarem o exterior de um comboio da Linha de Cascais.
 
Conforme um comunicado divulgado à data, o objetivo da proposta foi “a sensibilização para a preservação do património ferroviário e o combate ao vandalismo do material circulante” e um dos desenhos foi selecionado, através de votação online, para figurar num dos comboios daquela linha, reproduzido em vinyl e na dimensão total da própria composição. 
 

Notícia sugerida por Maria da Luz e Diana Rodrigues

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close