Ciência

Antropólogo cria mapas-mundo da tecnologia

NULL
Versão para impressão
Um antropólogo canadiano está a criar verdadeiros mapas-mundo da tecnologia. O objetivo é demonstrar em que medida as tecnologias criadas pelos humanos – como linhas de eletricidade, rotas de aviões, cabos de Internet e estradas – estão a espalhar-se pela superfície do planeta.

Com a ajuda de um computador pessoal vulgar, Felix Pharand tem recolhido, ao longo de 13 anos, dados de agências norte-americanas como a Geospatial Intelligence Agency e a Atmospheric Administration. Depois, sobrepõe esses dados com imagens noturnas das cidades, vistas do espaço. Assim, o antropólogo cria ilustrações precisas sobre a forma como o Homem tem “domesticado” a Terra.

“Comecei a recolher informações de diversas fontes e a procurar formas de as combinar entre si”, contou ao Mail Online. “Já vimos imagens semelhantes em filmes como a Guerra das Estrelas ou Avatar, mas eu nunca vi imagens verdadeiras do nosso planeta dentro deste género e pensei: porque não tentar fazer algumas?”, explicou Pharand.

Então, o antropólogo aprendeu design para comunicar as suas ideias de forma mais eficaz e empenhou-se na criação das imagens dos planetas que estamos habituados a ver em filmes de ficção científica utilizando dados reais do nosso mundo. Porém, as representações não são à escala, uma vez que os cabos elétricos não podem ser vistos do espaço.

Os cordões prateados que envolvem o globo terrestre, apenas iluminado pelas luzes urbanas, criam uma teia que demonstra de que modo a influência humana se tem estendido por todo o mundo. Entre as descobertas que fez, Pharand destaca o facto de 3% da superfície terrestre – o correspondente a uma área do tamanho da índia – estar coberta por alcatrão.

De acordo com Felix Pharand, “a civilização atual é resultado do trabalho de biliões de pessoas ao longo da História. Foi conseguida através de muito esforço, avanços e retrocessos, como guerras, invenções, crises e mudanças sociais e tecnológicas.” Para o antropólogo, tudo isso contribuirá para fazer prevalecer a herança da espécie humana.

Pharand, que também é diretor de um grupo ambiental denominado Globaia, espera que estas imagens sejam uma ferramenta para consciencializar os cidadãos quanto ao impacto que o grande desenvolvido tecnológico tem vindo a produzir no planeta.

Clique AQUI para aceder aos mapas criados por Felix Pharand. 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close