Fitness & Bem-estar

Agrovouga: Feira agropecuária regressa a Aveiro

Após um ano de interregno por dificuldades financeiras, a feira agrícola e pecuária Agrovouga, que há décadas se realiza em Aveiro, regressa em Junho ao Parque de Feiras e Exposições da cidade.
Versão para impressão
Após um ano de interregno por dificuldades financeiras, a feira agrícola e pecuária Agrovouga, que há décadas se realiza em Aveiro, regressa em Junho ao Parque de Feiras e Exposições da cidade. O anúncio foi feito esta segunda-feira pelo vice-presidente da Câmara de Aveiro, Carlos Santos.
 
O presidente da autarquia prometeu “um dos programas mais completos que a Agrovouga já teve” e a apresentação de um cartaz que se estende de 22 de Junho a 1 de Julho.
 
“Houve quem dissesse que a Agrovouga nunca mais se realizava, mas aqui está, e estamos a respeitar as pessoas que a conseguiram pôr de pé no passado, não deixando cair o certame”, comentou.
 
“É diferente do que era há 25 anos porque a Política Agrícola Comum veio alterar essa realidade. Na altura, as cooperativas eram a grande força e produziam-se em Aveiro 40 mil litros de leite, que era o sustento de muitas famílias e o que permitia mandar os filhos a estudar. Tudo isso acabou”, acrescentou.
 
A interrupção, em 2011, terá sido “saudável”, na perspetiva do diretor da empresa municipal AveiroExpo, Diogo Machado, porque permitiu criar as condições para oferecer um evento que “marcará o calendário das feiras agrícolas do país”.
 
O responsável referia-se às parcerias celebradas com diversas entidades públicas e privadas, entre as quais o Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, sem as quais o orçamento do certame “seria incomportável se fosse a AveiroExpo a suportar sozinha”.
 
Ao nível das Jornadas Técnicas, espera-se que a Agrovouga seja uma oportunidade para debater a política agrícola, em especial a criação da 'bolsa de terras', com jovens empresários agrícolas.
 
Em exposição permanente estão em destaque bovinos de raças autóctones e equinos, pelas mãos de diversas casas agrícolas da região e do País, juntamente com a Escola Portuguesa de Arte Equestre, a Fundação Alter Real e a Associação Portuguesa do Cavalo Puro Sangue Lusitano.
 
Pela primeira vez, participa na organização a Associação da Lavoura do Distrito de Aveiro (ALDA), que habitualmente convoca para as portas do certame manifestações de contestação à política seguida para o setor.

O convite partiu da AveiroExpo, num reconhecimento assumido da representatividade da ALDA, que considerou “o parceiro óbvio” para dinamizar um “mercado vivo de produtos frescos”.

O programa comporta ainda espetáculos e concursos equestres, assim como espetáculos tauromáquicos.

[Notícia sugerida por Diana Rodrigues]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close