Cultura

Academia francesa premeia música lusófona

O cantor e compositor angolano Rui Mingas, o cantor brasileiro Martinho da Vila e os portugueses Rão Kyao e Eugénia Melo e Castro foram distinguidos no passado fim de semana pela Academia Francesa de Artes, Ciências e Letras.
Versão para impressão
O cantor e compositor angolano Rui Mingas, o cantor brasileiro Martinho da Vila e os portugueses Rão Kyao e Eugénia Melo e Castro foram distinguidos, no passado dia 5 de junho, pela Academia Francesa de Artes, Ciências e Letras.

Os “relevantes serviços prestados à cultura ao longo das respetivas carreiras” destes artistas foram premiados com medalhas: ouro para Rui Mingas – que já foi embaixador de Angola em Portugal -, prata para Rão Kyao e Eugénia Melo e Castro e, finalmente, escarlate para Martinho da Vila.

A cerimónia decorreu em Paris, no Interconental Grand Hotel. Desde 1915 que a Academia de Artes, Ciências e Letras promove o trabalho de dirigentes, criadores, promotores e produtores naquelas áreas do conhecimento.

Marie Curie, Jean Yves Cousteau, Cardeal Paul Poupard, Professor Pasteur, Alain Decaux, Maurice Schumann, Yves Berger e Milton Nascimento são algumas das personalidades que já foram laureadas por esta academia.

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close