Em Destaque Gastronomia

6 cidades onde a gastronomia faz parte do roteiro

Para quem acredita que um bom pitéu é razão suficiente para dar meia volta ao mundo.
Versão para impressão

 

Viajar é sinónimo de descobrir novos locais, conhecer outras pessoas, explorar diferentes culturas e, claro, testar verdadeiras iguarias. Segundo os dados do International Travel Study da momondo, uma grande parte dos inquiridos portugueses (62%) tem em consideração a oferta gastronómica quando escolhem o destino de férias e estão dispostos a gastar mais dinheiro para comer fora (61%). Para quem acredita que um bom pitéu é razão suficiente para dar meia volta ao mundo, a momondo e o Boas Notícias deixa uma lista de sugestões com seis cidades para comer e chorar por mais.

Vancouver, Canadá

A gastronomia de Vancouver, à semelhança da sua população, é diversificada e proveniente de todos os cantos do planeta. As extensas terras agrícolas, as áreas vinícolas e o clima favorável desta cidade portuária, oferecem uma variada gama de frescos regionais de toda a Colômbia Britânica, que chegam, muitas vezes, diretamente à mesa dos visitantes. Na verdade, o conceito farm-to-table é quase um pré-requisito em Vancouver, sendo aplicado nos mercados, restaurantes e até street food. Quanto aos pratos típicos da região, há muito por onde escolher: a conhecida poutine (batata frita coberta com queijo derretido e molho de carne), a montreal smoked meat (sandes de carne defumada) e as butter tarts (tartes com massa à base de manteiga, açúcar e ovos).

Montevidéu, Uruguai

A carne do Uruguai dispensa apresentações. É saborosa, rica, suculenta e o elemento principal de muitos pratos uruguaios. Para quem vai viajar para este destino é importante saber que Montevidéu é o paraíso da proteína de origem animal. Por isso, é quase obrigatório provar a confeção na parrilla, um sistema de grelhas móveis na brasa que permite assar diferentes tipos de carnes. Outras das iguarias é o chivito (sandes de pão de hambúrguer recheado com carne grelhada, ovo cozido, presunto, queijo, maionese, alface e tomate), e ainda as milanesas (bife fino panado de carne vermelha ou frango acompanhado com batata fritas e salada).

Lima, Perú

Chegando à América Latina, Lima é paragem obrigatória. Moderna e cosmopolita, esta cidade é conhecida pelos seus pratos refinados e sofisticados, com inspirações ocidentais e orientais, aprovados por chefs prestigiados mundialmente – ou não fosse ela a capital gastronómica da América Latina. Além dos maravilhosos ceviches de peixe fresco, porque não experimentar também a parihuela (colorida sopa de peixe e marisco), os anticuchos (pedaços de coração de carne bovina fritos cobertos com vinagre e especiarias), e a mazamorra morada (pudim de milho roxo com especiarias e frutas). Para refrescar nos dias de maior calor, peça um sumo chica morada feito com água e pequenos pedaços de fruta picada.

Hanói, Vietnam

O Vietnam, com o seu trânsito desenfreado, os telhados sossegados, os mercados movimentados, os vendedores de rua e os cafés improvisados em cada esquina – herança da colonização francesa no séc. XIX – é a meca da street food. Reconhecida pelas ervas aromáticas e legumes frescos e o uso mínimo de óleo na sua cozinha, a gastronomia vietnamita é considerada uma das mais saudáveis do mundo. O arroz constitui a base da comida, sendo utilizado em várias versões: frito, cozido, risoto e, claro, noodles. Em Hanói, delicie-se com o pho (sopa de noodles de arroz, vegetais e carne), com o bún cha (carne de porco grelhada com noodles de arroz, ervas frescas e molho de peixe) e com o cha ca (peixe temperado com alho e gengibre com noodles). Para beber experimente a cerveja bia hoi e o ca pha trang, um café com claras de ovo.

Paris, França

Rumo à cidade do amor, prepare-se para uma experiência gastronómica que combina talento e produtos de alta qualidade. Entre queijos, vinhos, carnes e doces, Paris oferece uma panóplia de iguarias confeccionados com técnicas da alta gastronomia. Para entrada, opte por uma tábua de queijos, foie gras, sopa de cebola e queijo gruyène ralado e gratinado. Para prato principal escolha um tenro coq au vin (galo cozido em vinho tinto), um blanquette de veau (ensopado de vitela) ou um entrecôte acompanhado por batatas fritas. Já os profiteroles, o crème brûlée e os macarons, não podem deixar de estar na mesa no final da refeição.

Florença, Itália

O menu com inspiração mediterrânica agrada bastante ao paladar português. Se perguntar a um italiano qual é a melhor cidade no que toca a comida, o mais provável é ser encaminhado para a sua terra natal. Não é segredo que a gastronomia italiana é simples e abundante, o que poderá não saber é que cada região do país em forma de bota possui diversos pratos típicos, baseados na produção local. Se passar pela região da Toscana, visite a bonita e cinematográfica Florença e rodeie-se de pão, presuntos, azeites, carnes grelhadas e vinho, para uma verdadeira escapadela em modo dolce far niente. Nos pratos típicos, destacam-se a pappa al pomodoro  (pão duro, tomate, manjericão e azeite extra-virgem), a bistecca alla fiorentina (bife de corte alto, grelhado por fora e mal passado por dentro) e ainda a schiacciata alla fiorentina (bolo com sabor a baunilha e limão).

 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close