Negócios e Empreendorismo

Viana: Americanos criam pelo menos 80 empregos

Uma fábrica automóvel que está a ser construída em Viana do Castelo pelo grupo norte-americano BorgWarner deverá criar, pelo menos, 80 novos postos de trabalho naquela cidade.
Versão para impressão
Uma fábrica automóvel que está a ser construída em Viana do Castelo pelo grupo norte-americano BorgWarner deverá criar, pelo menos, 80 novos postos de trabalho naquela cidade.
 
De acordo com informações avançadas à Lusa por uma fonte da administração da multinacional, esta nova instalação fabril resultará da transferência gradual, até 2015, da produção da atual unidade, localizada em Valença, para a nova fábrica, que começou já a ser construída no Parque Empresarial de Lanheses.
 
A empresa, que produz acessórios para a indústria automóvel, garantiu que todos os cerca de 550 postos de trabalho de Valença serão mantidos na fábrica de Viana, “incluindo trabalhadores temporários”. Quem aceitar a mudança, terá transporte diário gratuito para se deslocar para a nova unidade, numa viagem de cerca de 100 quilómetros.
 
Depois de transferida a produção, a empresa deverá aumentar a força laboral em “pelo menos em 80 trabalhadores”. “Mas, começando a trabalhar com vários clientes em novos projetos, esperamos que esse número ainda aumente”, admitiu a mesma fonte.
 
Segundo a BorgWarner, a nova fábrica, que está a ser construída desde Agosto, tem 15.000 metros quadrados de área de produção e “um espaço adjacente para uma futura expansão”, destina-se a assegurar a expansão e aumento da capacidade produtiva, representando um investimento de 25 milhões de euros.  
 
A multinacional acredita que a “maior capacidade de produção” permitirá “servir eficientemente os clientes com várias tecnologias ecológicas” que têm como objetivo a redução das emissões, entre as quais “os radiadores de recirculação dos gases de escape (EGR), tubos EGR e módulos de controlo de velas incandescentes”.
 
A construção da unidade em Viana integra a estratégia da BorgWarner destinada a expandir a produção da tecnologia de arranque a frio para motores diesel, surgindo também para “satisfazer a crescente procura” de tecnologias EGR.
 
A BorgWarner é uma das maiores produtoras mundiais de acessórios para a indústria automóvel, com 57 fábricas instaladas em 19 países, trabalhando para praticamente todos os grandes construtores automóveis.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub