Ambiente

Transtejo poupa 16% em combustível para navios

Em apenas quatro anos, o Grupo Transtejo conseguiu reduzir em 16% o consumo do combustível na sua frota de navios e ainda de 93% no consumo de gasolina e 12% no consumo de gasóleo na frota automóvel.
Versão para impressão
Em apenas quatro anos, o Grupo Transtejo conseguiu reduzir em 16% o consumo do combustível na sua frota de navios. Os resultados positivos estendem-se ainda a uma otimização da frota de automóveis que verificou uma quebra de 93% no consumo de gasolina e de 12% no consumo de gasóleo.
 
A redução de custos foi possível devido a um conjunto de medidas de sustentabilidade que têm vindo a ser implementadas na empresa desde 2009. A melhoria da eficácia dos processos, por exemplo, resultou numa consequente redução do consumo de materiais e de matérias-primas. 
 
Por outro lado, a implementação de um sistema de contabilidade energética da frota em 11 dos navios permitiu também obter reduções de consumo por viagem e, consequentemente, fazer evoluir positivamente o consumo de combustível da frota.
 
A quebra de 16% no consumo de combustível na frota de navios foi possível graças a uma alteração das condições hidrodinâmicas dos navios.

Por exemplo, uma vez que o nível de “sujidade” dos cascos interfere com a performance do navio, foram melhoradas as rotinas de manutenção da superfície dos cascos, incluindo a alteração do tipo de pintura. Foi também reduzida a velocidade dos navios nas horas de vazio, o que permitiu uma alteração do regime de rotação das máquinas.
 

Nestes últimos quatro anos, a empresa realizou ainda uma série de auditorias energéticas aos edifícios que a constituem: Terminal e edifício de escritórios de Cacilhas, Estações da Trafaria e de Porto Brandão, Terminal do Cais do Sodré o que originou uma redução de 23% o consumo de energia elétrica. 

A empresa procedeu também à otimização da gestão da frota de automóveis, o que permitiu reduzir em 93% o consumo de gasolina e em 12% o consumo de gasóleo.
 

As ações de Sensibilização Ambiental decorreram junto de 90% dos trabalhadores da empresa, com o objetivo de envolver o universo de colaboradores nos princípios adotados pela Política de Ambiente do Grupo.
 
No final, com estas pequenas alterações ao quotidiano da empresa, a Transtejo acabou também por ocupar o 5º lugar do Ranking ACGE 2009 (setor dos transportes do Índice ACGE Setorial).
 
O grupo quer, no entanto, atingir valores ainda mais impactantes. Para isso, vai continuar a promover o aumento da eficiência energética dos edifícios e da frota, implementar medidas de redução do consumo de água nas instalações, promover a contínua consciencialização dos colaboradores para os impactes ambientais das suas atividades e sensibilizar para a adoção de práticas de minimização desses mesmos impactes.

Notícia sugerida por Vítor Fernandes

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub