Ambiente

Transtejo poupa 16% em combustível para navios

Em apenas quatro anos, o Grupo Transtejo conseguiu reduzir em 16% o consumo do combustível na sua frota de navios e ainda de 93% no consumo de gasolina e 12% no consumo de gasóleo na frota automóvel.
Versão para impressão
Em apenas quatro anos, o Grupo Transtejo conseguiu reduzir em 16% o consumo do combustível na sua frota de navios. Os resultados positivos estendem-se ainda a uma otimização da frota de automóveis que verificou uma quebra de 93% no consumo de gasolina e de 12% no consumo de gasóleo.
 
A redução de custos foi possível devido a um conjunto de medidas de sustentabilidade que têm vindo a ser implementadas na empresa desde 2009. A melhoria da eficácia dos processos, por exemplo, resultou numa consequente redução do consumo de materiais e de matérias-primas. 
 
Por outro lado, a implementação de um sistema de contabilidade energética da frota em 11 dos navios permitiu também obter reduções de consumo por viagem e, consequentemente, fazer evoluir positivamente o consumo de combustível da frota.
 
A quebra de 16% no consumo de combustível na frota de navios foi possível graças a uma alteração das condições hidrodinâmicas dos navios.

Por exemplo, uma vez que o nível de “sujidade” dos cascos interfere com a performance do navio, foram melhoradas as rotinas de manutenção da superfície dos cascos, incluindo a alteração do tipo de pintura. Foi também reduzida a velocidade dos navios nas horas de vazio, o que permitiu uma alteração do regime de rotação das máquinas.
 

Nestes últimos quatro anos, a empresa realizou ainda uma série de auditorias energéticas aos edifícios que a constituem: Terminal e edifício de escritórios de Cacilhas, Estações da Trafaria e de Porto Brandão, Terminal do Cais do Sodré o que originou uma redução de 23% o consumo de energia elétrica. 

A empresa procedeu também à otimização da gestão da frota de automóveis, o que permitiu reduzir em 93% o consumo de gasolina e em 12% o consumo de gasóleo.
 

As ações de Sensibilização Ambiental decorreram junto de 90% dos trabalhadores da empresa, com o objetivo de envolver o universo de colaboradores nos princípios adotados pela Política de Ambiente do Grupo.
 
No final, com estas pequenas alterações ao quotidiano da empresa, a Transtejo acabou também por ocupar o 5º lugar do Ranking ACGE 2009 (setor dos transportes do Índice ACGE Setorial).
 
O grupo quer, no entanto, atingir valores ainda mais impactantes. Para isso, vai continuar a promover o aumento da eficiência energética dos edifícios e da frota, implementar medidas de redução do consumo de água nas instalações, promover a contínua consciencialização dos colaboradores para os impactes ambientais das suas atividades e sensibilizar para a adoção de práticas de minimização desses mesmos impactes.

Notícia sugerida por Vítor Fernandes

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close