Cultura

Teatro francês dedica ciclo a António Lobo Antunes

O teatro MC93, em Bobigny, a norte de Paris, dedica uma temporada ao escritor português António Lobo Antunes. A estreia da peça "Estado Civil", do encenador Georges Lavaudant, marcou a abertura do evento na semana passada. 
Versão para impressão
[Fotografia: © Georges Seguin]

O teatro MC93, em Bobigny, a norte de Paris, dedica uma temporada ao escritor português António Lobo Antunes. A estreia da peça “Estado Civil”, do encenador Georges Lavaudant, marcou a abertura do evento na semana passada.

“Estado Civil” é construído a partir de entrevistas dadas pelo autor português à jornalista Maria Luisa Blanco do diário espanhol El Pais. Segundo o encenador, “é um título irónico, à maneira do próprio Lobo Antunes, que recorre bastante à ironia. Não se pode apresentar um autor a não ser pela sua obra. Não é possível dar um estado civil a um escritor como Lobo Antunes mas é possível apresentar os seus temas e o seu estilo”, conta à agência Lusa.

Reconhecendo que a escrita de Lobo Antunes pode não ser acessível a todos, pelo menos num momento inicial, Georges Lavaudant sentiu a responsabilidade de apresentar “um autor que é muito conhecido entre os seus aficionados mas que não é um escritor de grande público”.

O encenador espera que esta temporada do MC93, que se estende até julho deste ano, prove ao público parisiense que “Portugal é um país imenso do ponto de vista cultural”, diz à Lusa.

“O que é irritante em França e na Europa é a imagem de fado e bacalhau. Felizmente, Portugal é mais do que isso. Lobo Antunes ampliou essa descoberta”, conclui Lavaudant.

[Notícia sugerida pela utilizadora Patrícia Guedes]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub