Cultura

Suíça: Lusodescendente organiza Festival Lusófano

Uma lusodescendente decidiu organizar um festival de cinema lusófono em Genebra, na Suíça, por forma a divulgar a qualidade da cultura em língua portuguesa. A primeira edição do Festival Lusófono de Genebra decorre de 21 a 25 de Agosto, conduzido por
Versão para impressão
Uma lusodescendente decidiu organizar um festival de cinema lusófono em Genebra, na Suíça, por forma a divulgar a qualidade da cultura em língua portuguesa. A primeira edição do Festival Lusófono de Genebra decorre de 21 a 25 de Agosto, conduzido por Priscilla Frey.
 
Filha de mãe portuguesa e pai suíço, Priscilla conta à agência Lusa que se apercebeu de que “havia poucos filmes portugueses ou brasileiros” e que “fazia falta a divulgação de uma cultura de qualidade” na Suíça. 
 
Em 2010 foi quando falou pela primeira vez com a mãe sobre a possibilidade de, juntas, organizarem um festival lusófono. Mas a ideia, essa, já vinha de trás. “Já andava a pensar nisto desde que, uma vez, ouvi uma colega lusodescendente a dizer que o fado era a música pimba portuguesa e que não conhecia a Amália Rodrigues”. 
 
Revoltada com a situação, decidiu deitar mãos à obra. No entanto, nem tudo foi fácil. “Recebemos poucas longas-metragens. Tive de ir buscá-las e de andar atrás dos produtores. Como é a primeira edição e não somos conhecidos, há falta de confiança da parte deste tipo de entidades”, relata a responsável.
 
 As curtas-metragens vieram de vários festivais, entre eles o Festival de Cinema de Cannes, em França. “Fiz a seleção final com o suíço Corentin de Tonnac, que é assistente-realizador e artista-realizador, para ter um olhar de fora. Se fosse só eu, ia fixar-me mais no elemento lusófono. Ele trouxe mais objetividade em relação à história e à estética do filme”.
 
Em contacto com o cinema desde os seis anos, Priscilla diz que cada um dos filmes selecionados para a mostra a “emocionou de uma forma ou de outra”. 
 
Depois do 12º ano, a lusodescendente foi para Paris estudar cinema e concretizar o sonho de ser atriz. Em 2008, partiu à aventura no mundo da produção e inscreveu-se num mestrado no Instituto Superior de Comunicação Social em Paris. 
 
Em 2012, 'Le jour viendra', o primeiro filme em que participou como coprodutora, levou-a até ao Festival Internacional de Cinema de Locarno, na Suíça.
 
Agora à frente do primeiro Festival do Filme Lusófono de Genebra, a decorrer até Domingo, no Cinelux, a lusodescendente vai levar 15 curtas-metragens e 5 longas-metragens em português até à Suíça.
 
'A Canção de Lisboa' tem as honras da abertura, seguida por títulos como 'Shoot Me', 'Entrecampos', 'Land of My Dreams' e 'Cidade de Deus'.

Saiba mais sobre o evento AQUI (no seu site oficial) e AQUI (na sua página de Facebook).

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub