Cultura

Suíça: Lusodescendente organiza Festival Lusófano

Uma lusodescendente decidiu organizar um festival de cinema lusófono em Genebra, na Suíça, por forma a divulgar a qualidade da cultura em língua portuguesa. A primeira edição do Festival Lusófono de Genebra decorre de 21 a 25 de Agosto, conduzido por
Versão para impressão
Uma lusodescendente decidiu organizar um festival de cinema lusófono em Genebra, na Suíça, por forma a divulgar a qualidade da cultura em língua portuguesa. A primeira edição do Festival Lusófono de Genebra decorre de 21 a 25 de Agosto, conduzido por Priscilla Frey.
 
Filha de mãe portuguesa e pai suíço, Priscilla conta à agência Lusa que se apercebeu de que “havia poucos filmes portugueses ou brasileiros” e que “fazia falta a divulgação de uma cultura de qualidade” na Suíça. 
 
Em 2010 foi quando falou pela primeira vez com a mãe sobre a possibilidade de, juntas, organizarem um festival lusófono. Mas a ideia, essa, já vinha de trás. “Já andava a pensar nisto desde que, uma vez, ouvi uma colega lusodescendente a dizer que o fado era a música pimba portuguesa e que não conhecia a Amália Rodrigues”. 
 
Revoltada com a situação, decidiu deitar mãos à obra. No entanto, nem tudo foi fácil. “Recebemos poucas longas-metragens. Tive de ir buscá-las e de andar atrás dos produtores. Como é a primeira edição e não somos conhecidos, há falta de confiança da parte deste tipo de entidades”, relata a responsável.
 
 As curtas-metragens vieram de vários festivais, entre eles o Festival de Cinema de Cannes, em França. “Fiz a seleção final com o suíço Corentin de Tonnac, que é assistente-realizador e artista-realizador, para ter um olhar de fora. Se fosse só eu, ia fixar-me mais no elemento lusófono. Ele trouxe mais objetividade em relação à história e à estética do filme”.
 
Em contacto com o cinema desde os seis anos, Priscilla diz que cada um dos filmes selecionados para a mostra a “emocionou de uma forma ou de outra”. 
 
Depois do 12º ano, a lusodescendente foi para Paris estudar cinema e concretizar o sonho de ser atriz. Em 2008, partiu à aventura no mundo da produção e inscreveu-se num mestrado no Instituto Superior de Comunicação Social em Paris. 
 
Em 2012, 'Le jour viendra', o primeiro filme em que participou como coprodutora, levou-a até ao Festival Internacional de Cinema de Locarno, na Suíça.
 
Agora à frente do primeiro Festival do Filme Lusófono de Genebra, a decorrer até Domingo, no Cinelux, a lusodescendente vai levar 15 curtas-metragens e 5 longas-metragens em português até à Suíça.
 
'A Canção de Lisboa' tem as honras da abertura, seguida por títulos como 'Shoot Me', 'Entrecampos', 'Land of My Dreams' e 'Cidade de Deus'.

Saiba mais sobre o evento AQUI (no seu site oficial) e AQUI (na sua página de Facebook).

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close