Ciência

Seis projetos lusos premiados em Espanha

Seis projetos portugueses de divulgação científica conquistaram três primeiros prémios e três menções honrosas na final do concurso "Ciencia en Acción", que se realizou no fim de semana passado em Santiago de Compostela, avança o portal Ciência Ho

Versão para impressão
[Foto © Joana Barros]

Seis projetos portugueses de divulgação científica conquistaram três primeiros prémios e três menções honrosas na final do concurso “Ciencia en Acción”, que se realizou no fim de semana passado em Santiago de Compostela, avança o portal Ciência Hoje.

O júri do concurso – destinado a países de língua oficial castelhana e portuguesa – atribuiu primeiros prémios aos projetos “A Herança d´Os Maias”, do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC), “Vidas a Descobrir: Mulheres Cientistas do Mundo Lusófono” [na foto], da Associação Viver a Ciência (VAC) e “Projeto Eldão”, da Escola Secundária/3 de Santa Comba Dão.

Concorrendo na categoria “Laboratório de Biologia e Geologia”, a “Herança d´Os Maias” é uma atividade prática que analisa a transmissão de características genéticas, envolvendo conceitos como o fenótipo, genótipo, hereditariedade, dominância e recessividade. O objetivo é dar a conhecer técnicas de biologia molecular a um público não especializado, por isso a atividade foi desenhada tendo como alicerce o romance do séc. XIX – “Os Maias” de Eça de Queirós, obra de leitura obrigatória nas escolas portuguesas que aborda o papel da hereditariedade, educação e ambiente cultural.

O livro “Vidas a Descobrir – Mulheres Cientistas do Mundo Lusófono”, coordenado por Joana Barros, da Associação Viver a Ciência (VAC), desafia estereótipos socioculturais, raciais e de género no mundo científico, apresentando reportagens sobre o percurso científico e pessoal de dez investigadoras de origem lusófona. Uma das investigadoras retratadas no livro é Amabélia Rodrigues que trabalha na Guiné-Bissau investigando áreas como a tuberculose, HIV, diarreia, malária, etc., com foco na saúde materna e da criança.Venceu na categoria “Ciência, Engenharia e Valores”.

Na categoria “Ciência e Tecnologia”, o “Projeto Eldão” está inserido no contexto escolar e surgiu para motivar os jovens para o estudo da eletricidade e dos transportes. Foram construídos vários protótipos e explorados diversos aparatos de forma lúdica e divertida, entre os quais se destaca um protótipo de um carro elétrico desenvolvido na Escola Secundária de Santa Comba Dão. O carro elétrico é um monolugar com três rodas, tendo acoplado à roda da frente um motor elétrico ´brushess´.

As menções honrosas foram atribuídas a “Coleção [INVIVO] – Prevenindo o cancro do colo do útero”, do Instituto de Patologia e Imunologia da Universidade do Porto (IPATIMUP), “Sair da Concha”, “A Menina do Mar – conhecer a vida marinha a partir de um conto infantil”, ambos da Associação Viver a Ciência.

O programa “Ciencia en Acción” selecionou e recebeu a apresentação de mais de uma centena de trabalhos finalistas (13 dos quais portugueses), divididos por 17 categorias. Países como Argentina, Colômbia, Espanha, México e Uruguai estiveram também representados na final. A iniciativa, que já vai na 11ª edição, tem como missão aproximar a ciência e a tecnologia do grande público.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório