Ciência

Seis projetos lusos premiados em Espanha

Seis projetos portugueses de divulgação científica conquistaram três primeiros prémios e três menções honrosas na final do concurso "Ciencia en Acción", que se realizou no fim de semana passado em Santiago de Compostela, avança o portal Ciência Ho

Versão para impressão
[Foto © Joana Barros]

Seis projetos portugueses de divulgação científica conquistaram três primeiros prémios e três menções honrosas na final do concurso “Ciencia en Acción”, que se realizou no fim de semana passado em Santiago de Compostela, avança o portal Ciência Hoje.

O júri do concurso – destinado a países de língua oficial castelhana e portuguesa – atribuiu primeiros prémios aos projetos “A Herança d´Os Maias”, do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC), “Vidas a Descobrir: Mulheres Cientistas do Mundo Lusófono” [na foto], da Associação Viver a Ciência (VAC) e “Projeto Eldão”, da Escola Secundária/3 de Santa Comba Dão.

Concorrendo na categoria “Laboratório de Biologia e Geologia”, a “Herança d´Os Maias” é uma atividade prática que analisa a transmissão de características genéticas, envolvendo conceitos como o fenótipo, genótipo, hereditariedade, dominância e recessividade. O objetivo é dar a conhecer técnicas de biologia molecular a um público não especializado, por isso a atividade foi desenhada tendo como alicerce o romance do séc. XIX – “Os Maias” de Eça de Queirós, obra de leitura obrigatória nas escolas portuguesas que aborda o papel da hereditariedade, educação e ambiente cultural.

O livro “Vidas a Descobrir – Mulheres Cientistas do Mundo Lusófono”, coordenado por Joana Barros, da Associação Viver a Ciência (VAC), desafia estereótipos socioculturais, raciais e de género no mundo científico, apresentando reportagens sobre o percurso científico e pessoal de dez investigadoras de origem lusófona. Uma das investigadoras retratadas no livro é Amabélia Rodrigues que trabalha na Guiné-Bissau investigando áreas como a tuberculose, HIV, diarreia, malária, etc., com foco na saúde materna e da criança.Venceu na categoria “Ciência, Engenharia e Valores”.

Na categoria “Ciência e Tecnologia”, o “Projeto Eldão” está inserido no contexto escolar e surgiu para motivar os jovens para o estudo da eletricidade e dos transportes. Foram construídos vários protótipos e explorados diversos aparatos de forma lúdica e divertida, entre os quais se destaca um protótipo de um carro elétrico desenvolvido na Escola Secundária de Santa Comba Dão. O carro elétrico é um monolugar com três rodas, tendo acoplado à roda da frente um motor elétrico ´brushess´.

As menções honrosas foram atribuídas a “Coleção [INVIVO] – Prevenindo o cancro do colo do útero”, do Instituto de Patologia e Imunologia da Universidade do Porto (IPATIMUP), “Sair da Concha”, “A Menina do Mar – conhecer a vida marinha a partir de um conto infantil”, ambos da Associação Viver a Ciência.

O programa “Ciencia en Acción” selecionou e recebeu a apresentação de mais de uma centena de trabalhos finalistas (13 dos quais portugueses), divididos por 17 categorias. Países como Argentina, Colômbia, Espanha, México e Uruguai estiveram também representados na final. A iniciativa, que já vai na 11ª edição, tem como missão aproximar a ciência e a tecnologia do grande público.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close