Sociedade

Queijarias: Borba terá tratamento de soros

O município de Borba, no distrito de Évora, vai ter um centro de recolha, tratamento e aproveitamento de soros provenientes das queijarias. O objetivo é valorizar aqueles resíduos tornando-os comercializáveis e evitar a poluição provocada pelo seu en
Versão para impressão
O município de Borba, no distrito de Évora, vai ter um centro de recolha, tratamento e aproveitamento de soros provenientes das queijarias. O objetivo é valorizar aqueles resíduos tornando-os comercializáveis e evitar a poluição provocada pelo seu encaminhamento para os esgotos.

O centro vai resultar de uma parceria entre a câmara Municipal de Borba e a empresa EcoSoros – Transformação de Soros Lácteos. O investimento irá contar com a comparticipação de fundo comunitários.

“Através da parceria entre o município e aquela empresa, pretende-se resolver o problema ambiental proveniente da atividade das queijarias do concelho”, explicou à Lusa o presidente da Câmara, Ângelo de Sá.

Atualmente os resíduos de cerca de 20 produtores de queijo no concelho são alvo de um pré tratamento, mas muitos seguem para o sistema de esgotos municipais.

“Os produtores dão algum do soro aos animais, mas o resto vai para os esgotos. Este soro polui e estraga muito as estações de tratamento de águas residuais”, lamenta Ângelo de Sá.

Com este projeto o objetivo é que estes soros sejam recolhidos pela empresa que terá como missão tratá-los e transformá-los em bem comercializável nomeadamente nas indústrias química e farmacêutica.

O queijo de Borba é uma das principais atividades económicas do concelho. É exportado em pequenas quantidades para França, Brasil e Espanha.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório