Ciência

Português dá passos na luta contra a obesidade

NULL
Versão para impressão

Um investigador português descobriu uma forma de controlar a sensação de prazer produzida pela ingestão de açúcares, o que pode vir a potenciar o combate à obesidade. O estudo foi realizado nos Estados Unidos e usou ratos de laboratório como fonte de experimentação.

Albino Oliveira Maia concluiu que, no abdómen dos ratos existe um género de sensor que comunica com o cérebro, potenciando a sensação de prazer. O investigador português estudou durante dois anos este processo, indica a Lusa.

O que se comprovou foi que, ao injetar uma porção de glicose nesse tal sensor, a veia-porta, o cérebro reagia mais ao estímulo do açúcar, libertando mais dopamina, a molécula do prazer.

Pelo contrário, se a glicose fosse injetada na veia jugular, o estímulo era menor. Este estudo pode vir a ter grande importância no combate à obesidade, já que os alimentos açucarados são um dos grandes potenciadores da doença.

Albino Oliveira Maia desenvolveu a investigação na Universidade de Duke, onde trabalhou entre 2005 e 2010. Atualmente trabalha na Fundação Champalimaud e no Hospital S.Francisco Xavier, em Lisboa, na especialidade de psiquiatria, informa a Lusa.

As conclusões carecem agora de ser confirmadas em humanos. “Como sempre, a investigação biomédica é feita com base em pequenos passos”, explicou.
A investigação foi publicada hoje na revista internacional PLoS ONE. 

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes e Raquel Baêta]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório