Ciência

Português dá passos na luta contra a obesidade

NULL
Versão para impressão

Um investigador português descobriu uma forma de controlar a sensação de prazer produzida pela ingestão de açúcares, o que pode vir a potenciar o combate à obesidade. O estudo foi realizado nos Estados Unidos e usou ratos de laboratório como fonte de experimentação.

Albino Oliveira Maia concluiu que, no abdómen dos ratos existe um género de sensor que comunica com o cérebro, potenciando a sensação de prazer. O investigador português estudou durante dois anos este processo, indica a Lusa.

O que se comprovou foi que, ao injetar uma porção de glicose nesse tal sensor, a veia-porta, o cérebro reagia mais ao estímulo do açúcar, libertando mais dopamina, a molécula do prazer.

Pelo contrário, se a glicose fosse injetada na veia jugular, o estímulo era menor. Este estudo pode vir a ter grande importância no combate à obesidade, já que os alimentos açucarados são um dos grandes potenciadores da doença.

Albino Oliveira Maia desenvolveu a investigação na Universidade de Duke, onde trabalhou entre 2005 e 2010. Atualmente trabalha na Fundação Champalimaud e no Hospital S.Francisco Xavier, em Lisboa, na especialidade de psiquiatria, informa a Lusa.

As conclusões carecem agora de ser confirmadas em humanos. “Como sempre, a investigação biomédica é feita com base em pequenos passos”, explicou.
A investigação foi publicada hoje na revista internacional PLoS ONE. 

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes e Raquel Baêta]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close