Sociedade

Porto: Torre dos Clérigos vai ser requalificada

Foi anunciado ontem, pela responsável da Direção Regional de Cultura do Norte, que a Torre dos Clérigos, edifício icónico da cidade do Porto, vai começar a ser requalificada em 2013.
Versão para impressão

Foi anunciado ontem, pela responsável da Direção Regional de Cultura do Norte, que a Torre dos Clérigos, edifício icónico da cidade do Porto, vai começar a ser requalificada em 2013. O ano foi escolhido por corresponder ao 250º aniversário do Monumento Nacional.

“Se tudo correr bem, dentro de um ano poderemos a estar a dar início às obras e ter já requalificado alguma coisa, porque podem-se ir promovendo restauros de património móvel”, disse à Agência Lusa Paula Silva, à margem da assinatura de um protocolo para a recuperação da Igreja e Torre dos Clérigos.

A diretora regional da Cultura do Norte defendeu que a Igreja e a Torre dos Clérigos são dos “edifícios barrocos mais importantes do Porto e de Portugal”, mas que precisam de “ser requalificados”.

Paula Silva advoga a necessidade de incentivar o “turismo cultural arquitetónico” do Porto, cidade que conta com dois prémios Pritzker, e recorda que o imóvel classificado como Monumento Nacional e idealizado pelo arquiteto italiano Nicolau Nasoni deve fazer parte desse “leque de oferta”.

O responsável pela Irmandade dos Clérigos, Américo Aguiar, anunciou também que a celebração dos 250 anos dos Clérigos servirá para lançar, entre outras iniciativas, brochuras em vários idiomas sobre a história do monumento e a criação pela Arcádia do bombom “Clérigos”.

“2013 vai ser ano de obra, mas queremos que o 12 de dezembro, dia da sagração da igreja dos Clérigos, possa ser a data para outros eventos”, referiu, acrescentando que também vão ser lançadas várias publicações, designadamente uma de história de arte encomendada ao historiador Francisco Queirós.

Durante a cerimónia de assinatura de protocolo que visa a implementação de um programa de ação para a recuperação, valorização e divulgação da Igreja e Torre dos Clérigos, a Câmara Municipal do Porto, que também assinou o documento, informou que vai ser colocado junto ao edifício um “posto de turismo para intensificar ações de divulgação” e um “ipoint” (ponto de informação” para os turistas acederem a locais a visitar na cidade).

“A Câmara do Porto associa-se à Irmandade dos Clérigos pelo simbolismo. A par do vinho do Porto, é um dos ícones da cidade” e um dos “edifícios mais visitados”, declarou Vladimiro Feliz, vice-presidente na autarquia do Porto.

[Notícia sugerida por Teresa Castro Viana]

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub