Espetáculos e Exposições

Novas confirmações no FMM Sines

NULL
Versão para impressão
As três novas confirmações do programa do FMM Sines – Festival Músicas do Mundo 2011 são provenientes do Senegal, da Palestina e da Suíça: Cheikh Lô, Le Trio Joubran e Mama Rosin.  A edição de 2011 do FMM realiza-se em dois fins-de-semana de julho: 22 a 24 (sexta a domingo) e 27 a 30 (quarta a sábado).

Cheikh Lô no dia 22 de julho

Cheikh Lô é considerado um dos músicos africanos mais importantes das últimas duas décadas. Na sua voz, o mbalax mais tradicional surge suavizado através de um maior uso acústico e da incorporação de ritmos cubanos, reggae, música brasileira e influências de outras origens. Nascido em 1955, numa cidade do Burkina Faso junto ao Mali, Lô é senegalês, mas domina toda a cultura musical da África Ocidental e Central. Cantor, guitarrista e compositor de excelência, começou a carreira como percussionista, primeiro em África e depois em França, onde passou alguns anos na década de 80. De volta ao Senegal, editou o álbum "Ne La Thiass" (1996), produzido por Youssou N`Dour, que fez dele uma estrela. Seguiram-se outros trabalhos entre eles "Jamm", um dos grandes discos de 2010.

Le Trio Joubran no dia 22 de julho

Filhos de uma família palestina com quatro gerações de fabricantes e tocadores de alaúde, Samir, Wissam e Adnan Joubran expandem o potencial deste instrumento, conferindo-lhe em trio novas dimensões de harmonia e sincronização. "Majâz" (2007) foi o disco que os tornou conhecidos do público internacional. Seguiram-se "À l`Ombre des Mots" (2009) e "AsFâr" (2011). O repertório do grupo, composto por peças originais e improvisações, funda-se na cultura dos maqâms tradicionais.

Mama Rosin no dia 27 de Julho

Originário de Genebra, o trio suíço Mama Rosin reinventa o zydeco, estilo de música de dança nascido há dois séculos no seio da comunidade crioula negra do Luisiana. O grupo funde o rock n` roll mais enérgico ao manancial de música norte-americana com raízes na cultura de língua francesa. Elegem como grandes influências Amede Ardoin, lendário tocador de concertina dos anos 1920 e 1930, mas também bandas como Velvet Underground, The Clash e White Stripes. Gravaram o primeiro disco, "Tu As Perdu Ton Chemin", em 2008, e "Brûle Lentement", em 2009. "Black Robert", editado também em 2009, acrescentou o jazz e o calypso como ingredientes desta música festiva. Lançam, muito em breve, o seu quarto disco.

Outras confirmações

Além dos nomes divulgados nesta nota, estão também já confirmados, entre os 35 concertos previstos, os seguintes artistas: Congotronics vs. Rockers (RD Congo / EUA / Argentina / Suécia), Vishwa Mohan Bhatt & The Divana Ensemble "Desert Slide" (Rajastão – Índia), Ebo Taylor & Afrobeat Academy (Gana), Mário Lúcio (Cabo Verde), Mamer (China), António Zambujo (Portugal), Blitz the Ambassador (Gana / EUA), Ayarkhaan (República da Iacútia – Rússia), Shunsuke Kimura x Etsuro Ono (Japão), Luísa Maita (Brasil), Mercedes Peón (Galiza – Espanha), Manou Gallo & Women Band (Costa do Marfim / Bélgica), Nomfusi & The Lucky Charms (África do Sul) e Nathalie Natiembé (Ilha Reunião – França).

Visite AQUI o site oficial do FMM para mais informação.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub