Cultura Em Destaque

NewsMuseum 

Em exposição um século de luta das mulheres contra o machismo
Versão para impressão
por redação

O NewsMuseum inaugura a 25 de abril, data que marca o seu primeiro aniversário, a exposição temporária Macho Media, uma experiência multimédia interativa que revisita os principais marcos e episódios mediáticos da luta pela emancipação e afirmação dos direitos das mulheres. A iniciativa foi desenvolvida em parceria com a associação feminista Capazes.

A afirmação do corpo, a emancipação social, educacional e laboral são temas que se cruzam nesta viagem imersiva. O visitante, além de mergulhar num filme exposto em 200º no Lounge, a sala de estar do museu, é convidado a interagir com conteúdos adicionais e confrontado com dados e perguntas que desafiam estereótipos, avaliando, até, o seu grau de machismo.

“Poucas pessoas saberão que Carolina Beatriz Ângelo foi a primeira mulher a votar em Portugal, em 1911, mas que foram precisos mais 63 anos para o voto se tornar universal, precisamente a partir do 25 de abril de 1974. Pela lente dos Media, o NewsMuseum passa em revista os marcos desta luta centenária, de forma totalmente inesperada e inovadora”, resume Rodrigo Moita de Deus, diretor do NewsMuseum.

“As marchas que aconteceram recentemente nos Estados Unidos mostram que a luta das mulheres pela afirmação dos seus direitos e pela igualdade de género está na ordem do dia. Cabe a todos nós recordar, partilhar e até louvar estórias e vitórias conseguidas do passado, que nos devem inspirar para as batalhas do presente”, afirma Rita Ferro Rodrigues, porta-voz da Associação Capazes.

Uma exposição, uma estória plural 

Os conteúdos da exposição Macho Media desenvolvem-se a partir de momentos e marcos que simbolizam a luta pela emancipação feminina, criando narrativas para cada um deles.

“A negação de um direito” – a luta que existiu e ainda perdura pelo direito ao voto.

“As tochas das PR que incendiaram os costumes” – assente na desmistificação do estereótipo das mulheres fumadoras e outras estórias relacionadas com campanhas.

“Propaganda de Guerra: As mulheres e o trabalho” – os rostos e os ícones da afirmação da mulher no mundo laboral como consequência da Segunda Guerra Mundial.

“Pílula: a mediadora geracional” – as consequências sociais do contracetivo.

“As chamas mediáticas de 1968” – um protesto icónico pela igualdade de género.

“O processo das Três Marias” – a estória de Maria Teresa Horta, Maria Isabel Barreno e Maria Velho da Costa que desafiaram o poder do Estado Novo com a publicação do livro Novas Cartas Portuguesas.

“O feminismo plural” – o impacto e leitura de significados do biquíni e do burkini em culturas diferentes.

“Os percursos e carreiras das mulheres que são líderes” – mulheres que se destacam nas mais variadas áreas da sociedade.

“À conquista de direitos” – a balança legal dos direitos das mulheres.

No âmbito da inauguração da exposição, para a qual vai ser convidado um leque de personalidades femininas com destaque em várias áreas da vida pública, será feita uma homenagem a Manuela de Azevedo, a primeira jornalista a obter a carteira profissional em Portugal.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório