Mundo

Menino de 10 anos salvou casal cujo barco naufragou

Um menino britânico de apenas 10 anos tornou-se um herói no Reino Unido depois de ter salvo um casal cujo barco se virou no mar quando se encontrava a pescar ao largo de Brixham, arrastando os dois até ao porto e colocando-os em segurança.
Versão para impressão
Um menino britânico de apenas 10 anos tornou-se um herói no Reino Unido depois de ter salvo um casal cujo barco se virou no mar. O pequeno Stuart Crang, que estava a pescar no seu barco a remo ao largo de Brixham, apercebeu-se do que se passava e conseguiu rebocar o barco e levar os seus ocupantes até ao porto mais próximo.
 
“Eu estava a pescar e vi duas pessoas, o Richard e a Sue, cujo barco se tinha virado, e que estavam a começar a afundar-se”, contou o menino, citado pelo The Telegraph. Richard Brown, instrutor de canoagem, e a sua parceria, Sue Taffler, estavam em dificuldades na água, com os coletes salva-vidas vestidos, há cerca de 45 minutos.
 
Quando reparou no que se passava, Stuart remou até ao local onde o casal se encontrava, a mais de 500 metros da costa. “Decidi ir lá para saber se estavam bem e eles disseram que não. Por isso prendi uma corda ao meu barco e arrastei-os até ao porto”, recordou o rapaz.
 
Durante 30 minutos, Stuart puxou Sue e Richard pelo mar, uma vez que ambos optaram por não subir a bordo do seu pequeno barco para não arriscar que este também se virasse. “Demorei quase meia hora para os retirar da água, era o único a puxar e foi difícil, mas o meu pai acabou por me ver e ajudar”, acrescentou.
 
Foi o pai, Nigel Crang, de 47 anos, que integra uma organização de salvamentos marítimos, que auxiliou na conclusão do resgate, notando o evidente cansaço do filho. Depois de muito esforço o casal voltou a terra firme e, embora com frio devido ao tempo passado na água, saíram do incidente sem sequelas.
 
Além de deixar orgulhosos os pais, Nigel e Cheryl, Stuart recebeu, como recompensa, um postal e uma caixa de guloseimas oferecidos pelo casal que salvou. Porém, a sua principal satisfação foi poder ajudar. 
 
“Estou habituado a estas coisas porque o meu irmão e o meu pai trabalham com salvamentos no mar. Estava lá, preocupo-me com as pessoas e eles estavam em perigo”, sublinhou, acrescentando que espera, no futuro, “seguir as pisadas” do progenitor.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório