Sociedade

Mafra candidata a Património Mundial da UNESCO

O Palácio, Convento e a Tapada Nacional de Mafra são candidatos a Património Mundial da UNESCO. A candidatura será formalizada no prazo de um ano.
Versão para impressão
O Palácio, Convento e a Tapada Nacional de Mafra são candidatos a Património Mundial da UNESCO. A candidatura será formalizada no prazo de um ano.

“Queremos que a candidatura seja uma motivação para enriquecer a oferta turística e requalificar o palácio e, neste sentido, estão já a decorrer obras de recuperação na envolvente do palácio e vamos querer requalificar no futuro os carrilhões”, explicou à Lusa o vereador do Turismo da autarquia, Hélder Silva.

A Câmara de Mafra e outras entidades envolvidas na gestão do Palácio criaram uma unidade de missão para elaborar durante o próximo ano o dossiê de candidatura.

O dossiê técnico de candidatura vai ser elaborado por um conjunto de peritos nacionais, a maioria dos quais professores universitários. O objetivo desta iniciativa é contribuir para a “valorização e promoção monumental e ambiental” do conjunto formado pelo Palácio Nacional, Convento e Tapada de Mafra.

O protocolo de cooperação que formaliza a criação desta unidade de missão será assinado no sábado, dia 15, entre a autarquia, ministérios da Cultura, Defesa Nacional e da Agricultura, o Patriarcado de Lisboa e o Turismo de Lisboa.

A cerimónia será precedida pelo concerto inaugural da requalificação dos seis órgãos da basílica de Mafra.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório