Saúde

INEM transporta órgãos para transplantes

NULL
Versão para impressão
"Até agora a atividade de transplantação não fazia parte das atividades de emergência e, por isso, era mais difícil recorrer ao serviço de helitransporte do INEM. No entanto, nós classificamo-la como uma atividade de emergência e os helicópteros do INEM passam a estar disponíveis", explicou à agência Lusa o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro.

O governante explicou que este acordo vai permitir não só diminuir o tempo de espera dos doentes que vão ser transplantados, como também os custos para o Estado.

Também em declarações à Lusa, a coordenadora nacional de unidades de colheita de órgãos e transplantação, Maria João Aguiar, destacou a "rapidez" com que os órgãos passarão a ser transportados para os hospitais, salientando que "a qualidade do órgão depende do tempo em que está conservado em gelo".

Segundo a responsável, Portugal registou no ano passado um total de 323 colheitas de órgãos. Estes números colocam o país na liderança da atividade de colheita de órgãos, a par da Espanha, sendo que em 2010 voltou a ser ultrapassada a barreira dos 30 dadores por milhão de habitantes.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub