Em Destaque Negócios e Empreendorismo

Homeit é a primeira start-up portuguesa a financiar-se em tempo recorde na Seedrs

Plataforma que permite gerir remotamente unidades de alojamento local recorreu ao equity crowdfunding para angariar investidores.
Versão para impressão
por redação

A Homeit, plataforma portuguesa que permite gerir remotamente unidades de alojamento local, tornou-se na primeira start-up portuguesa a financiar-se em tempo recorde. Ao recorrer à Seedrs, a maior plataforma europeia de equity crowdfunding, a start-up conseguiu angariar financiamento por parte de investidores em todo o mundo e captou os 250 mil euros pretendidos em apenas quatro dias.

A start-up nacional atingiu o objetivo ao captar 250 mil euros por 10% do capital, avaliando a empresa em 2,25 milhões de euros, numa ronda de financiamento que já atraiu mais de 160 investidores, dos quais mais de metade são, até agora, fora de Portugal. A campanha, que em apenas quatro dias entrou em overfunding, vai manter-se ativa durante as próximas semanas em https://www.seedrs.com/homeit.

A Homeit, plataforma portuguesa que criou uma solução simples, segura e de baixo custo para o mercado dos arrendamentos de curta duração que permite gerir remotamente as unidades de alojamento local, lançou no início desta semana uma operação de venda de ações em equity crowdfunding. O sistema Homeit funciona tanto com as portas da rua como as dos apartamentos, e permite o acesso aos hóspedes e fornecedores através de um de smartphone ou de um sms.

“É gratificante contar com 162 investidores de muitos países que apostaram no sucesso da Homeit e conseguir concluir com sucesso a campanha de financiamento através do modelo de equity crowdfunding antes do prazo. Agradeço à equipa da Homeit e a todos os que nos têm ajudado até agora”, salienta André Roque, CEO e co-fundador da Homeit.

Para Filipe Portela, diretor de desenvolvimento de negócios da Seedrs, “o facto de mais uma empresa portuguesa ter conseguido financiar-se com sucesso numa fase seed e antes do prazo final é um excelente sinal da qualidade das startups portuguesas e demonstra que qualquer empresa pode realizar campanhas na Seedrs. Esperamos assistir a mais casos de sucesso como este”.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório