Mundo

Greenpeace: Nestlé vai proteger o ambiente

A Nestlé, uma das maiores empresas multinacionais do setor alimentar, anunciou que vai acabar com a utilização de produtos obtidos através da destruição de florestas tropicais. A decisão foi tomada "em tempo recorde" graças a uma campanha da Greenpea
Versão para impressão
A Nestlé, uma das maiores empresas multinacionais do setor alimentar, anunciou que vai acabar com a utilização de produtos obtidos através da destruição de florestas tropicais. A decisão foi tomada “em tempo recorde” graças a uma campanha da Greenpeace iniciada há dois meses que denunciava o uso de óleo de palma em alguns dos produtos da empresa como o chocolate Kit Kat.

A produção industrial para obter o óleo de palma usado não só pela Nestlé, mas também por outras empresas do setor, é o principal motor de desflorestação nas florestas do Sudeste Asiático e ameaçam a sobrevivência de muitas espécies como o orangotango.

A Greenpeace congratula-se agora pelo sucesso da campanha que levou a cabo no Youtube e no Facebook que ligava diretamente a gigante alimentar com a desflorestação nas florestas indonésias. O vídeo que acompanha a campanha mostrava um trabalhador de escritório aborrecido que se preparava para fazer uma pausa e comer um chocolate Kit Kat que se revelava ser um dedo ensanguentado de orangotango em vez das barras de chocolate.




A Nestlé compromete-se agora a identificar e excluir da sua linha de produção fornecedores que gerem “plantações consideradas de risco por estarem ligadas às desflorestações.” Uma das maiores companhias produtoras de óleo de palma na Indonésia é a Sinar Mas com quem a Nestlé já terá rescendido contrato.

A empresa suíça prometeu ainda apoiar os fornecedores de óleo de palma que estejam dispostos a aderir a métodos de produção ecológicos e em consonância com a natureza.  

A procura pelo óleo de palma é cada vez maior, e tem utilizações em diversos produtos desde o chocolate, pastas dentífricas e cosméticos. A Greenpeace garante que irá continuar a luta para que outras empresas sigam agora o exemplo da Nestlé. Segundo a organização de protecção do ambiente foram cerca de 30 mil as pessoas que contribuíram para esta campanha.

[Notícia sugerida pelo utilizador Bruno Vieira]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório