Mundo

Greenpeace: Nestlé vai proteger o ambiente

A Nestlé, uma das maiores empresas multinacionais do setor alimentar, anunciou que vai acabar com a utilização de produtos obtidos através da destruição de florestas tropicais. A decisão foi tomada "em tempo recorde" graças a uma campanha da Greenpea
Versão para impressão
A Nestlé, uma das maiores empresas multinacionais do setor alimentar, anunciou que vai acabar com a utilização de produtos obtidos através da destruição de florestas tropicais. A decisão foi tomada “em tempo recorde” graças a uma campanha da Greenpeace iniciada há dois meses que denunciava o uso de óleo de palma em alguns dos produtos da empresa como o chocolate Kit Kat.

A produção industrial para obter o óleo de palma usado não só pela Nestlé, mas também por outras empresas do setor, é o principal motor de desflorestação nas florestas do Sudeste Asiático e ameaçam a sobrevivência de muitas espécies como o orangotango.

A Greenpeace congratula-se agora pelo sucesso da campanha que levou a cabo no Youtube e no Facebook que ligava diretamente a gigante alimentar com a desflorestação nas florestas indonésias. O vídeo que acompanha a campanha mostrava um trabalhador de escritório aborrecido que se preparava para fazer uma pausa e comer um chocolate Kit Kat que se revelava ser um dedo ensanguentado de orangotango em vez das barras de chocolate.




A Nestlé compromete-se agora a identificar e excluir da sua linha de produção fornecedores que gerem “plantações consideradas de risco por estarem ligadas às desflorestações.” Uma das maiores companhias produtoras de óleo de palma na Indonésia é a Sinar Mas com quem a Nestlé já terá rescendido contrato.

A empresa suíça prometeu ainda apoiar os fornecedores de óleo de palma que estejam dispostos a aderir a métodos de produção ecológicos e em consonância com a natureza.  

A procura pelo óleo de palma é cada vez maior, e tem utilizações em diversos produtos desde o chocolate, pastas dentífricas e cosméticos. A Greenpeace garante que irá continuar a luta para que outras empresas sigam agora o exemplo da Nestlé. Segundo a organização de protecção do ambiente foram cerca de 30 mil as pessoas que contribuíram para esta campanha.

[Notícia sugerida pelo utilizador Bruno Vieira]

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close