Sociedade

Famílias beneficiam tarifa social de eletricidade

A partir desta semana a Segurança Social vai começar a enviar comprovativos para as famílias carenciadas com os quais podem pedir a tarifa social da eletricidade. Segundo a DECO, esta tarifa vai permitir uma poupança mensal de cerca de 60 a 80
Versão para impressão
A partir desta semana a Segurança Social vai começar a enviar comprovativos para as famílias carenciadas com os quais podem pedir a tarifa social da eletricidade. Segundo a DECO, esta tarifa vai permitir uma poupança mensal de cerca de 60 a 80 cêntimos e vai abranger cerca de 700 a 750 famílias.

Até agora, os beneficiários eram cerca de 6 mil clientes e passará a atingir uma população de 750 mil. A tarifa social de eletricidade abrange todos os portugueses que recebem o subsídio de desemprego, a pensão social de invalidez, o 1º escalão de abono de família, o Rendimento Social de Inserção ou o complemento solidário de idosos.

O aumento da tarifa para estas pessoas será apenas de 1% na fatura sobre a potência contratada, ao invés de 3,6 % de aumento que será pago pelos restantes consumidores que não tenham este benefício.

A tarifa social de eletricidade não tem efeitos retroativos. Após a recepção da carta da Segurança social, o cliente deve dirigir-se à EDP com esta prova de carência social e com ela usufruir da tarifa social aplicada.

O presidente do Instituto da Segurança Social, Edmundo Martinho, em declarações à TSF afirmou que, apesar de este ser um processo complicado, estão a trabalhar em sincronia com os CTT e as declarações para as famílias carenciadas pedirem a tarifa social de eletricidade serão entregues durante esta semana.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub