Sociedade

Famílias beneficiam tarifa social de eletricidade

A partir desta semana a Segurança Social vai começar a enviar comprovativos para as famílias carenciadas com os quais podem pedir a tarifa social da eletricidade. Segundo a DECO, esta tarifa vai permitir uma poupança mensal de cerca de 60 a 80
Versão para impressão
A partir desta semana a Segurança Social vai começar a enviar comprovativos para as famílias carenciadas com os quais podem pedir a tarifa social da eletricidade. Segundo a DECO, esta tarifa vai permitir uma poupança mensal de cerca de 60 a 80 cêntimos e vai abranger cerca de 700 a 750 famílias.

Até agora, os beneficiários eram cerca de 6 mil clientes e passará a atingir uma população de 750 mil. A tarifa social de eletricidade abrange todos os portugueses que recebem o subsídio de desemprego, a pensão social de invalidez, o 1º escalão de abono de família, o Rendimento Social de Inserção ou o complemento solidário de idosos.

O aumento da tarifa para estas pessoas será apenas de 1% na fatura sobre a potência contratada, ao invés de 3,6 % de aumento que será pago pelos restantes consumidores que não tenham este benefício.

A tarifa social de eletricidade não tem efeitos retroativos. Após a recepção da carta da Segurança social, o cliente deve dirigir-se à EDP com esta prova de carência social e com ela usufruir da tarifa social aplicada.

O presidente do Instituto da Segurança Social, Edmundo Martinho, em declarações à TSF afirmou que, apesar de este ser um processo complicado, estão a trabalhar em sincronia com os CTT e as declarações para as famílias carenciadas pedirem a tarifa social de eletricidade serão entregues durante esta semana.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close