Ciência

Estudo explica fim da regeneração celular

O português João Passos, investigador do Instituto para a Saúde e Envelhecimento da Universidade de Newcastle, integra a equipa que desenvolveu o estudo que pode favorecer a redução dos danos provocados por doenças cardiovasculares, diabetes ou cancr
Versão para impressão
O português João Passos, investigador do Instituto para a Saúde e Envelhecimento da Universidade de Newcastle, integra a equipa que desenvolveu o estudo que pode favorecer a redução dos danos provocados por doenças cardiovasculares, diabetes ou cancro.

O estudo, publicado ontem na revista Molecular Systems Biology, explica que mecanismos estão na origem da paragem da atividade celular, impedindo a sua divisão e regeneração. O mesmo processo impede também a proliferação de células danificadas e, por isso, a identificação desses mecanismos poderá ajudar, no futuro, a travar a dispersão de células cancerígenas no organismo. 

No entanto, o investigador português insiste na importância de manter uma perspetiva realista em relação a estas questões, reconhecendo que ainda há muito a fazer neste campo da Medicina.   

“Não estamos interessados em descobrir o elixir da vida eterna”, disse João Passos à Lusa. “O que temos de compreender é a base do envelhecimento para que a vida das pessoas que estão a viver mais tempo melhore, é esse o nosso objetivo”, acrescentou.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório