Cultura

Estreias da semana [22 a 28 de abril]

Esta semana marca o regresso de Jim Carey ao grande ecrã no polémico "Eu Amo-te Philip Morris", onde vive uma história de amor com... Ewan McGregor. As produções alemãs estão também em destaque com o filme de animação "A Ilha de Impy" e a comédia "So
Versão para impressão
Esta semana marca o regresso de Jim Carey ao grande ecrã no polémico “Eu Amo-te Philip Morris”, onde vive uma história de amor com… Ewan McGregor. As produções alemãs estão também em destaque com o filme de animação “A Ilha de Impy” e a comédia “Soul Kitchen”, realizada por Faith Akin.

“Eu Amo-te Philip Morris”: quando Jim Carey se declara a Ewan McGregor
Steven Russel (Jim Carey) respresentava o estereótipo do homem comum, de bem com a vida, no seu papel de bom marido, pai e cristão. Após um acidente de carro, tudo se inverte e Steven assume a sua homossexualidade, abandonando a sua antiga vida para se instalar na Florida e integrar-se na comunidade gay. Os seus fraudulentos esquemas para garantir um luxuoso estilo de vida são descobertos e Steven vai para a prisão, onde descobre o amor com Philip Morris (Ewan McGregor).

O filme marca a estreia dos argumentistas Glenn Ficarra e John Requa na realização e baseia-se na história verídica do vigarista Steven Russel, relatada no livro do jornalista Steven McVicker. O ator brasileiro Rodrigo Santoro também faz parte do elenco.

“Soul Kitchen”
Este filme também poderia chamar-se “Zinos Kazantsakis – Uma série de desgraças”: Zinos está quase incapacitado devido a uma contusão na coluna, a sua namorada Nadide (Anna Bederke) abandonou-o e partiu para Xangai e o seu restaurante “Soul Kitchen” está à beira da ruína. Numa tentativa desesperada de salvar a sua vida pessoal e o seu negócio em simultâneo, Zinos entrega a gerência do restaurante ao irmão recém saído da prisão (Moritz Bleibtreu) e segue para Xangai em busca de Nadide. Mais uma vez, a sorte escapa-lhe por entre os dedos: o “Soul Kitchen” perde-se no jogo e Nadide refez a sua vida ao lado de outra pessoa.

O realizador alemão de ascendência turca Faith Akin faz-nos rir da desgraça alheia e apresenta também uma história sobre o prazer de partilhar, da amizade e da gastronomia.

“A Ilha de Impy”
A ação desenrola-se na pequena ilha vulcânica de Titiwou. Num cenário já de si fantástico, Horatio Tibberton dá aulas a Tim, seu filho adotivo, e também a Ping, o pinguim, Shoe, o pelicano, Solomon, a morsa e Monty, o réptil. Um dia, juntos descobrem um ovo pré-histórico trazido por um icebergue que chegou à praia. Do ovo nasce Impy, um pequeno dinossauro, e esse acontecimento desencadeia as principais peripécias do filme dirigido aos mais novos.

Realizado por Reinahrd Kloos e Holger Tappe, “A Ilha de Impy” conta com as vozes de Wigald Boning, Florian Halm e Anke Engelke.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório