Fitness & Bem-estar

El País viaja pelo Algarve de "praia em praia"

Se desejamos conhecer a nossa costa através dos olhos de um estrangeiro, vale a pena consultar o artigo publicado esta semana pelo jornal El País na sua secção de viagens, com o título ?Algarve, de praia em praia?.
Versão para impressão
Se desejamos conhecer a nossa costa através dos olhos de um estrangeiro, vale a pena consultar o artigo publicado esta semana pelo jornal El País na sua secção de viagens, com o título “Algarve, de praia em praia”.

O percurso começa em Ayamonte, Huelva. Para quem nunca visitou, esta região está separada de Portugal por uma “ponte imponente”. Do lado de Espanha temos as tapas, as visitas à praia que só terminam às dez da noite e o Mercadona. Do nosso lado, temos o Algarve, terra "de praias com areia fina e rochas que entram mar adentro".

Em terras lusas, a primeira paragem é em Cacela Velha, uma “pequena vila costeira cheia de charme” situada no topo da colina onde começa o parque natural de Ria Formosa. Não existem mais do que “50 pequenas casas brancas e azul”, a "lembrar o Mediterrâneo, apesar de Cacelha estar frente ao Atlântico", diz o artigo.

A dez quilómetros surge Tavira que, com a sua herança romana, cristã e árabe, revela um "centro histórico com muralhas, castelos, igrejas e pontes de diferentes épocas". A partir desta vila é recomendada a visita à Praia do Barril. O parque natural acaba em Faro, capital do Algarve, cujo o centro histórico “merece que uma visita” embora “não seja um dos pontos mais bonitos da região”, diz o EL País.

De Olhos de Água a Portimão

O passeio continua até Olhos de Água, “ponto de entrada para as praias mais espetaculares do Algave", garante o El País. Antes de chegar à aldeia encontramos a Praia da Falésia, protegida por paredes íngremes de terra vermelha. A praia com o mesmo nome, Olhos de Água, apresenta enormes "formações rochosas na água e pode-se até mesmo passar debaixo de arcos naturais".

O roteiro prossegue pela Praia de Santa Eulália, perto da cidade de Albufeira, e pela Praia da Marinha com o dia a culminar na foz do Rio Arado, na cidade de Portimão, que "convida a passear pelo centro histórico e, se ainda tiver forças, tomar uma bebida num dos bares ao longo do passeio da Praia da Rocha".

Sagres: o pôr do sol mais bonito

Lagos é a para seguinte: "Uma cidade encantadora” com duas belas praias, Dona Ana e Camilo, que têm o mesmo estilo: pequena, com caves e esconderijos e águas claras", diz o jornal que destaca ainda a estrada que leva à Ponta da Piedade e que "oferece uma vista panorâmica da ponta sudoeste da costa".

Mais adiante fica o farol de Sagres e a Praia do Beliche "de onde se pode contemplar a ponta de Sagres, o Cabo de São Vicente e um dos pores do sol mais bonitos do continente".

Costa Vicentina: uma jóia escondida

O texto da especial destaque ao Parque Natural do Sudoeste Alentejano e à Costa Vicentina que, com as suas "inúmeras praias selvagens" é “um verdadeiro paraíso surfista”. El País descreve esta faixa costeira como “a jóia escondida para quem procura tranquilidade”.

É na fronteira do Alentejo que termina esta viagem. A vila de Odeceixe está rodeada de pequenas praias "onde podemos relaxar quase sozinhos", além de estar junto a terras alentejanas onde se pode desfrutar de “magníficos vinhos e queijos”.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório