Fitness & Bem-estar

El País viaja pelo Algarve de "praia em praia"

Se desejamos conhecer a nossa costa através dos olhos de um estrangeiro, vale a pena consultar o artigo publicado esta semana pelo jornal El País na sua secção de viagens, com o título ?Algarve, de praia em praia?.
Versão para impressão
Se desejamos conhecer a nossa costa através dos olhos de um estrangeiro, vale a pena consultar o artigo publicado esta semana pelo jornal El País na sua secção de viagens, com o título “Algarve, de praia em praia”.

O percurso começa em Ayamonte, Huelva. Para quem nunca visitou, esta região está separada de Portugal por uma “ponte imponente”. Do lado de Espanha temos as tapas, as visitas à praia que só terminam às dez da noite e o Mercadona. Do nosso lado, temos o Algarve, terra "de praias com areia fina e rochas que entram mar adentro".

Em terras lusas, a primeira paragem é em Cacela Velha, uma “pequena vila costeira cheia de charme” situada no topo da colina onde começa o parque natural de Ria Formosa. Não existem mais do que “50 pequenas casas brancas e azul”, a "lembrar o Mediterrâneo, apesar de Cacelha estar frente ao Atlântico", diz o artigo.

A dez quilómetros surge Tavira que, com a sua herança romana, cristã e árabe, revela um "centro histórico com muralhas, castelos, igrejas e pontes de diferentes épocas". A partir desta vila é recomendada a visita à Praia do Barril. O parque natural acaba em Faro, capital do Algarve, cujo o centro histórico “merece que uma visita” embora “não seja um dos pontos mais bonitos da região”, diz o EL País.

De Olhos de Água a Portimão

O passeio continua até Olhos de Água, “ponto de entrada para as praias mais espetaculares do Algave", garante o El País. Antes de chegar à aldeia encontramos a Praia da Falésia, protegida por paredes íngremes de terra vermelha. A praia com o mesmo nome, Olhos de Água, apresenta enormes "formações rochosas na água e pode-se até mesmo passar debaixo de arcos naturais".

O roteiro prossegue pela Praia de Santa Eulália, perto da cidade de Albufeira, e pela Praia da Marinha com o dia a culminar na foz do Rio Arado, na cidade de Portimão, que "convida a passear pelo centro histórico e, se ainda tiver forças, tomar uma bebida num dos bares ao longo do passeio da Praia da Rocha".

Sagres: o pôr do sol mais bonito

Lagos é a para seguinte: "Uma cidade encantadora” com duas belas praias, Dona Ana e Camilo, que têm o mesmo estilo: pequena, com caves e esconderijos e águas claras", diz o jornal que destaca ainda a estrada que leva à Ponta da Piedade e que "oferece uma vista panorâmica da ponta sudoeste da costa".

Mais adiante fica o farol de Sagres e a Praia do Beliche "de onde se pode contemplar a ponta de Sagres, o Cabo de São Vicente e um dos pores do sol mais bonitos do continente".

Costa Vicentina: uma jóia escondida

O texto da especial destaque ao Parque Natural do Sudoeste Alentejano e à Costa Vicentina que, com as suas "inúmeras praias selvagens" é “um verdadeiro paraíso surfista”. El País descreve esta faixa costeira como “a jóia escondida para quem procura tranquilidade”.

É na fronteira do Alentejo que termina esta viagem. A vila de Odeceixe está rodeada de pequenas praias "onde podemos relaxar quase sozinhos", além de estar junto a terras alentejanas onde se pode desfrutar de “magníficos vinhos e queijos”.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close