Sociedade

Desempregados contratados para vigiar floresta

As entidades estatais vão contratar através dos centros de emprego mil desempregados para ações de prevenção dos incêndios florestais, reflorestação e vigilância das florestas, segundo avança comunicado oficial do Ministério da Administração Interna.
Versão para impressão
[Imagem: MAI.GOV]

As entidades estatais vão contratar através dos centros de emprego mil desempregados para ações de prevenção dos incêndios florestais, reflorestação e vigilância das florestas, segundo avança comunicado oficial do Ministério da Administração Interna.

O protocolo foi ontem assinado entre os ministérios do Trabalho e da Solidariedade Social, da Administração Interna e do Desenvolvimento Rural e das Pescas.

Mediante este acordo está previsto o pagamento de 20 por cento acima do subsídio de desemprego que estão a receber para além de um subsídio de alimentação e de transporte.

As autoridades empregadoras são exclusivamente estatais como a Autoridade Nacional para a Protecção Civil ou algumas autarquias. Qualquer pessoa em situação de desemprego pode voluntariar-se no centro de emprego.

De acordo com a edição do Correio da Manhã de hoje, para o Ministro da Administração Interna, Rui Pereira, a medida pretende ajudar a recolocar pessoas no mercado de trabalho enquanto ajudam na tarefa de vigiar as florestas no verão, época de incêndios.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório