Inovação e Tecnologia

CTT: “Estação do Futuro” funciona 24 horas por dia

NULL
Versão para impressão
Foi baptizada “Estação de correios do futuro” e funciona 24 Horas por dia, 365 dias por ano. Os CTT inauguram esta segunda-feira, em Lisboa, uma nova loja, que agrega um conjunto de soluções tecnológicas e de self-service.
 
Segundo comunicado dos CTT, esta nova estação pretende “colmatar a procura crescente de serviços postais no Parque nas Nações, uma das zonas de maior crescimento urbano”. Para isso, a nova loja estará, pela primeira vez, aberta 24 horas por dia, recorrendo a tecnologias de última geração para prestar o serviço.
 
No espaço, localizado no Parque das Nações, no Edifício CTT, os clientes são recebidos por vários painéis, ecrãs e terminais com os quais podem interagir de forma totalmente automatizada.

Aqui é possível o levantamento de encomendas e correio registado através da leitura de um código de barras, mas também o envio de objetos postais, a compra de bilhetes para espetáculos, o pagamento de faturas e impostos, a aquisição de cartões Phone-ix e envelopes e embalagens pré-franqueados.
 
Pela primeira vez é também lançado o serviço “Meu Selo na Hora” que permite a qualquer utilizador fotografar-se e, nesse mesmo momento, obter selos válidos para circulação com a sua própria imagem.
 
Este projeto piloto dos Correios tem por objetivo desenvolver novas soluções que, a prazo, poderão complementar e reforçar a conveniência do acesso dos clientes aos serviços postais, sendo que os CTT admitem que alguns destes equipamentos possam vir a ser instalados noutros locais como Estações de Correio ou espaços comerciais.
  
Protestos na inauguração

A inauguração da Estação do Futuro não foi pacífica. À porta da loja uma dezena de trabalhadores protestava com o investimento feito numa altura em que que várias estações dos CTT estão a encerrar no país.

Os Correios de Portugal encerraram, até ao momento, meia centena de estações e deverão encerrar mais até ao final do ano, transferindo os serviços para postos de atendimento.

No entanto, o vice-presidente dos CTT, Pedro Coelho, disse ao Correio da Manhã que os funcionários dessas estações não estão a ser despedidos mas sim “transferidos”, garantindo que “não há necessidade de redução de postos de trabalho mas sim redução de custos”.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório